Programa Cidade Acessível: Governo de SP promete cidades mais inclusivas e acessíveis

Foto do Governador de SP, João Doria, no lançamento do Programa Cidade Acessível.
Descrição da imagem #PraCegoVer: Fotografia do lançamento do programa Cidade Acessível, mostrando o Governador do Estado de São Paulo, João Doria. Homem branco de cabelos castanhos curtos, usa máscara de proteção preta, camisa branca, calça jeans e tênis branco. Está no palco, em frente ao púlpito, falando no microfone. Atrás dele, entre membros de sua equipe, está a Secretária de Estado dos Direitos da Pessoa com Deficiência, Célia Leão; a primeira-dama e presidente do Fundo Social de São Paulo, Bia Doria, sentados em frente a um telão com logos do Governo e do programa. Créditos: Governo do Estado de SP

Lançado durante homenagem a atletas paralímpicos, o programa prevê investimentos de R$ 110 milhões para acessibilidade dos municípios paulistas

Na última terça-feira (21), o Governo do Estado de São Paulo anunciou o programa “Cidade Acessível”, com um investimento de R$ 110 milhões, para aquisição de equipamentos e obras que promovam a inclusão e a acessibilidade nas cidades do Estado. Segundo o Governador João Doria, é o maior investimento já realizado no Estado, em apoio aos programas para pessoas com deficiência.

Conteúdo do artigo
    Add a header to begin generating the table of contents

    Boa leitura!

    Publicidade

    Programa Cidade Acessível

    Na ocasião do anúncio do novo programa, o evento realizado no Palácio dos Bandeirantes também homenageou os atletas paralímpicos que representaram o País nos Jogos Paralímpicos em Tóquio. “Quero cumprimentar a todos, medalhistas e não medalhistas, porque todos representaram o melhor do esporte paralímpico de São Paulo e do Brasil. Todos são medalhistas para nós. Todos são campeões”, disse o Governador Doria.

    O Cidade Acessível será desenvolvido por meio de parceria entre as secretarias de Direitos da Pessoa com Deficiência e de Desenvolvimento Regional. Ele prevê investimentos do Governo de SP nas áreas de esportes, lazer, infraestrutura, educação e acessibilidade, de forma que os municípios paulistas sejam mais inclusivos.

    Segundo nota à imprensa, o programa levará equipamentos em diversas áreas para as cidades paulistas. “Essa é a primeira vez no país que um Governo investe de uma só vez para atender as pessoas com deficiência em diversas áreas”, destacou a Secretária de Estado dos Direitos da Pessoa com Deficiência, Célia Leão.

    Fotografia da Secretária Célia Leão, o Governador João Doria e a primeira-dama Bia Doria, durante lançamento do Programa Cidade Acessível.
    Descrição da imagem #PraCegoVer: Fotografia com três pessoas sentadas durante o evento. A Secretária de Estado dos Direitos da Pessoa com Deficiência, Célia Leão é mulher branca de cabelos pretos na altura dos ombros. Usa roupa clara, máscara de proteção preta e cadeira de rodas. Ao lado está o Governador Doria e, na ponta, a primeira-dama e presidente do Fundo Social de São Paulo, Bia Doria. Bia tem pele branca, cabelos loiros, usa roupas claras e máscara branca. Créditos: Governo do Estado de SP

    Lazer acessível e inclusivo

    Os recursos serão aplicados em novos projetos de academias adaptadas e na aquisição de equipamentos como cadeiras anfíbias , para acesso de pessoas com deficiência ao mar, cadeiras de trilha adaptadas e kits de tecnologia assistivas para alunos com deficiência visual da rede regular de ensino.

    A Secretária ressaltou a importância de levar as ações a todas as cidades do estado. “Hoje é uma tarde de entrega, e não só de medalhas. O Governador João Doria sempre reforça que as políticas públicas tem que chegar para as pessoas com deficiência de todo o estado de São Paulo”, finalizou.

    Foto de cadeira anfíbia para levar pessoas com deficiência ao mar e trilhas planas.
    Descrição da imagem #PraCegoVer: Fotografia no saguão de entrada do Palácio Bandeirante, mostrando uma Cadeira Anfíbia. O equipamento de tecnologia assistiva, contemplado no programa Cidade Acessível, tem assento e encosto na cor preta, tem rodas (a dianteira giratória 360 graus) e quatro flutuadores brancos, com o logo do Estado. Atrás da cadeira há duas paredes com quadros. Créditos: Divulgação/Refresh Brazil

    Convênios e parcerias

    O programa também prevê a realização de convênios entre a Secretaria de Desenvolvimento Regional e os municípios para serviços de acessibilidade e adequação de calçadas.

    “Neste momento estamos construindo um Estado mais acessível, mais justo e mais igualitário. Neste Governo priorizamos a vida e as pessoas acima de tudo”, explicou o Secretário de Desenvolvimento Regional, Marco Vinholi.

    As prefeituras já podem aderir ao programa, de forma celebrar os convênios e receber os equipamentos. Como contrapartida, o município deve contar com Conselho Municipal da Pessoa com Deficiência formado e ativo. A adesão pode ser feita por meio do formulário no link .

    Homenagem aos Paratletas de SP

    Durante a cerimônia, 130 atletas e técnicos da Delegação Paralímpica Brasileira receberam a Medalha de Homenagem Esportiva do Estado de São Paulo. A homenagem, em 21 de setembro, se deu em razão do Dia Nacional de Luta da Pessoa com Deficiência (Lei Nº 11.133/2005) e pelo Dia Nacional do Atleta Paralímpico (Lei Nº 12.622/2012), celebrado em 22 de setembro.

    Foto do Governador de SP, João Doria com os atletas paralímpicos do Estado de São Paulo.
    Descrição da imagem #PraCegoVer: Fotografia no Palácio dos Bandeirantes, durante lançamento do Cidade Acessível e da homenagem aos atletas paralímpicos. O Governador de SP está abaixado ao lado da atleta ituana Mariana D'Andrea, medalha de ouro do halterofilismo na Paralimpíada de Tóquio 2020. Os dois estão acenando. Atrás deles, na plateia, estão sentados os outros atletas que representaram o Estado, todos vestidos com o uniforme amarelo e verde do Brasil Paralímpico. Créditos: Governo do Estado de SP

    Dos 259 atletas que fizeram parte da Delegação, 136 são nascidos ou vivem no Estado de São Paulo. Dos atletas paulistas, 48 garantiram medalhas para o Brasil, que ficou em lugar no ranking mundial. Os bons resultados alcançados por eles contribuíram para que o país chegasse à marca de melhor campanha em toda a história do Jogos Paralímpicos.

    Jornalista Inclusivo
    Jornalista Inclusivo

    Da Equipe de Redação

    • Siga nas redes sociais:

    Deixe um comentário