fbpx

Qual é o Perfil Racial da Imprensa Brasileira?

Arte com fotografia de mulher negra, escrevendo, e sobreposição do logo: “Perfil Racial da imprensa brasileira”, mapa do Brasil, em tons de preto, marrom e vermelho.
Descrição da imagem #PraCegoVer: Arte de capa com fotografia e sobreposição do logo: “Perfil Racial da imprensa brasileira” e o mapa do Brasil, em tons de preto, marrom e vermelho. A fotografia de uma mulher negra, com cabelos black curtos e uma faixa vermelha amarrada a cabeça. Ela usa óculos grau, camiseta branca e macacão jeans. Está escrevendo com uma caneta e tem um laptop à sua frente. Créditos: Reprodução/ Site perfilracial.portaldosjornalistas.com.br/ Editado

Utilize os recursos de Acessibilidade Digital da EqualWeb clicando no botão redondo flutuante, na lateral esquerda. Para a tradução em Libras, acione a Maya, tradutora virtual da Hand Talk , no ícone quadrado à direita. Para ouvir o texto com Audima utilize o player de narração abaixo.

Censo quer apresentar a diversidade das redações do País, medindo a presença de todas as raças no Jornalismo brasileiro

Iniciativa da newsletter Jornalistas&Cia e do Portal dos Jornalistas vai traçar o Perfil Racial da Imprensa Brasileira para um jornalismo mais plural e equânime, pelo fortalecimento da Democracia e da Liberdade

Qual o Perfil Racial da Imprensa Brasileira? Somos de fato uma imprensa majoritariamente branca? Dirigida por brancos? Em que proporção? Quantos são os jornalistas negros e de outras raças e etnias que atuam nas centenas de redações do País? Onde eles estão localizados geograficamente? Como se situam na hierarquia das redações? Qual o impacto desse perfil na produção jornalística nacional?

CONTINUA APÓS PUBLICIDADE 

Essas são algumas das questões que o estudo Perfil Racial da Imprensa Brasileira está propondo responder a partir da realização de um recenseamento racial nas redações brasileiras, abrangendo todos os jornalistas em atividade nas cinco regiões do País.

Segundo informações, o Censo é dirigido aos profissionais que atuam hoje no jornalismo brasileiro, “pois só a partir de uma participação massiva é que se poderá aferir o atual grau de diversidade presente na imprensa brasileira”.

Para isso, os cerca de 61 mil jornalistas em atividade no País já foram convidados, por e-mail, a responderem a pesquisa que tem 13 questões e leva apenas 5 minutos para ser respondida (ou até menos).

Logo do estudo Perfil Racial da imprensa brasileira, com descrição na legenda, abaixo.
Descrição da imagem #PraCegoVer: Imagem em fundo preto com o logo do estudo, formado por texto e o mapa do Brasil: “Perfil Racial (na cor branca) da imprensa brasileira” (na cor laranja). A ilustração do mapa do Brasil é em tons de preto, marrom e vermelho. Créditos: Divulgação/Editado

A iniciativa é da newsletter Jornalistas&Cia e do Portal dos Jornalistas , em parceria com o Instituto Corda – Rede de Pesquisas e Projetos e I’Max, e apoio institucional de ABI – Associação Brasileira de Imprensa, AJOR – Associação de Jornalismo Digital, ANER – Associação Nacional dos Editores de Revista, ANJ – Associação Nacional de Jornais, JEDUCA – Associação dos Jornalistas de Educação, PROJOR – Instituto para o Desenvolvimento do Jornalismo, Rede de Jornalistas Pretos e Universidade Zumbi dos Palmares. Conta ainda com o patrocínio da ADM.

CONTINUA APÓS PUBLICIDADE 

O objetivo do estudo é medir a presença de todas as raças no Jornalismo brasileiro com vistas a permitir, a partir desse conhecimento, o planejamento e a implementação de políticas afirmativas de diversidade e inclusão nas redações jornalísticas. Uma maior diversidade no jornalismo o tornará mais inclusivo e menos preconceituoso, e distorções que ainda são muito comuns, sobretudo em relação aos negros, muito pouco representados tanto quantitativa quanto qualitativamente nas redações, poderão, de fato, começar a ser combatidas.

Censo Perfil Racial da Imprensa Brasileira 800x533 1
Descrição da imagem #PraCegoVer: Fotografia de uma jornalista manuseando câmera e microfone. Mulher oriental, com cabelos pretos na altura dos ombros. Usa camiseta preta e está olhando para o equipamento de produção audiovisual. Ao fundo aparecem outras pessoas, em segundo plano. Créditos: Reprodução/ Site perfilracial.portaldosjornalistas.com.br

Para estimular uma participação expressiva dos 61 mil jornalistas brasileiros em atividades nas redações, o censo está realizando uma campanha de estímulo com depoimentos de jornalistas e outras personalidades da sociedade brasileira, como os jornalistas Pedro Bial (vídeo abaixo), Juca Kfouri, Roberto D’Ávila, Flávia Oliveira, Flávia Lima e Wanderley Nogueira, os escritores Laurentino Gomes e Antônio Torres, o maestro João Carlos Martins, a empresária Luiza Trajano, o economista e ex-ministro Maílson da Nóbrega, o ator Paulo Betti, o jornalista e também ex-ministro Miguel Jorge, dentre outros.

Todos eles apoiam a campanha e recomendam os jornalistas brasileiros a participarem do censo, pela relevância de se conhecer o Perfil Racial da Imprensa Brasileira e, com isso, contribuir para a diversidade nas redações, para um jornalismo mais plural e equânime, e para o fortalecimento da Democracia e da Liberdade.

“É conhecendo o problema com clareza que poderemos buscar as soluções mais adequadas”

Assista, abaixo, ao vídeo com o jornalista Pedro Bial:

Descrição do vídeo: Vídeo legendado com o jornalista Pedro Bial. Ele é um homem de pele branca e cabelos grisalhos. Está falando de frente para câmera e usa paletó cinza escuro. Atrás dele há uma estante e uma parede com fotos. 

O estudo abrange, além da pesquisa por autorresposta, em questionário online, uma etapa complementar com entrevistas telefônicas com quem se dispuser a participar, para aferir de forma mais profunda questões raciais mais sensíveis e eventualmente presentes no dia a dia da atividade.

LINKS ÚTEIS:

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no tumblr
Compartilhar no telegram
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email
Rafael Ferraz Carpi

Rafael Ferraz Carpi

Rafael Ferraz Carpi - Founder & Publisher (MTB: 0089466/SP). Jornalista formado em Comunicação Social (2006), Rafael assina como Editor responsável pelo conteúdo, edição geral e publicações. Autor do projeto Jornalista Inclusivo (JI) nas redes sociais e na Web, foi repórter em jornais impressos e em rádio AM, fotógrafo em navios internacionais de cruzeiro e assessor de imprensa. Ativista social, é criador de conteúdo digital acessível, redator web, e estrategista de marketing digital em mídias sociais.

Todos os posts

Um comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Este site usa Cookies

Utilizamos ferramentas e serviços de terceiros que utilizam cookies. Essas ferramentas nos ajudam a oferecer uma melhor experiência de navegação no site. 

Ao clicar no botão “Aceitar” ou continuar a visualizar nosso site, você concorda com o uso de cookies e nossa Política de Privacidade.