PingPlay: Primeira plataforma de filmes acessíveis para pessoas com deficiência visual e auditiva

Tela de computador acessando a PingPlay, plataforma de filmes acessíveis, com descrição detalhada na legenda.
Descrição da imagem #PraCegoVer: Fotografia colorida da tela de um computador acessando a PingPlay, plataforma de filmes acessíveis. Na tela do notebook aparece a imagem da Maya, tradutora virtual de Libras, da Hand Talk. No centro está o banner do filme “Alguém Como Eu” e mais abaixo alguns Emojis representando os gêneros dos filmes. Duas mãos brancas aparecem digitando no teclado. Foto: Freepik / Créditos: rawpixel.com / Editado

Utilize recursos de Acessibilidade Digital da EqualWeb clicando no botão redondo flutuante, na lateral esquerda. Para a tradução em Libras, acione a Maya, tradutora virtual da Hand Talk , no ícone quadrado à direita. Para ouvir o texto com Audima utilize o player de narração abaixo.

Plataforma de filmes acessíveis com audiodescrição, legendas descritivas e Libras, a PingPlay conta com títulos de todos os gêneros e estilos

A PingPlay é a primeira plataforma de filmes 100% acessível para pessoas com deficiência visual e deficiência auditiva. Foi criada com o objetivo de mostrar que todos têm direito à diversão. São títulos de todos os gêneros: comédia, drama, suspense, infantil etc.

Usando hashtag #FilmesParaTodosVerem , a plataforma informa que o usuário pode personalizar a experiência cinematográfica para se divertir como quiser. “Afinal, a inclusão faz parte de todo o nosso catálogo”.

Um diferencial da PingPlay, é que ela foi criada por e para pessoas que usam recursos de acessibilidade para se divertir. “Basta selecionar o recurso da sua preferência”, informa o site.

A plataforma já conta com aproximadamente 100 títulos, todos com recursos de como Audiodescrição, Legendas Descritivas e, principalmente, Libras – “recurso este praticamente inexistente nas plataformas mundiais”.

Para conhecer a PingPlay basta acessar o site, realizar um cadastro simples e configurar o modo de navegação de acordo com a necessidade e o grau de deficiência visual e auditiva. Entre os recursos, é possível escolher o tamanho da fonte, combinações de contraste e qual recurso de acessibilidade utilizar. 

Banner com plano de fundo azul claro com o nome da plataforma de vídeos acessíveis, PingPlay.
Descrição da imagem #PraCegoVer: Banner com plano de fundo azul claro com o nome da plataforma de vídeos acessíveis, PingPlay, em branco e azul escuro. Acima do nome há uma balão de dialogo com quatro pontos. Créditos: Reprodução

O cadastro é fácil e pode ser feito utilizando um e-mail ou conta do Google ou Facebook. Para assistir a um filme, o usuário precisa ter um cartão de crédito cadastrado. Depois de realizar o login, basta escolher o filme da vez, clicar no botão sinalizado para o aluguel e seguir os passos. 

Ao criar sua conta, a plataforma pergunta qual recurso o usuário precisa para assistir aos filmes: Audiodescrição, Libras ou Legenda. Para assistir com Libras e com Legendas, por exemplo, basta selecionar LIBRAS e depois habilitar a legenda pelo menu do player. 

Na sequência há opções para assistir com “cores padrão”, “preto e branco” ou “preto, branco e amarelo”, além do tamanho dos textos.

Acessando a nova conta na o usuário pode escolher os filmes por gênero, ou mesmo a seção com todos os filmes. Além disso, é possível buscar pelo título da produção, criar sua própria lista e conferir os filmes já alugados.

Imagem com capa de filmes e a hashtag #Filmes para todos verem.
Descrição da imagem #PraCegoVer: Imagem em fundo roxo com título. Texto: “#Filmes para todos verem”. Logo abaixo está a frase: “Só aqui você pode personalizar sua experiência cinematográfica e se divertir como quiser. Afinal, a inclusão faz parte de todo o nosso catálogo”. Na sequência aparecem cinco opções de filmes disponíveis. Créditos: Reprodução

Aos interessados, os preços já praticados no mercado variam de R$16,90 para os lançamentos e o catálogo no valor de R$4,90 com direito a 48 horas de exibição após a confirmação do aluguel.   

Futuramente, a plataforma também poderá ser acessada através do aplicativo no celular, disponível para os sistemas operacionais IOS ou Android. E contará com outras formas de pagamento.

SOBRE PINGPLAY

A PingPlay foi criada com o intuito de expandir a acessibilidade do audiovisual para além do cinema. Além de proporcionar um tempo maior de fruição dos filmes com recursos acessíveis, já que nos cinemas essa janela é muito curta, também abre caminhos de exibição para produtores e distribuidores que não optaram pelo lançamento de seus títulos na telona. Com uma navegabilidade totalmente adaptada às tecnologias assistivas existentes, a PingPlay oferece aos seus usuários uma experiência acessível criada e testada por equipes formadas por mais de 100 pessoas com deficiência. A aposta dessa iniciativa é levar entretenimento cultural acessível e criar espaços de atuação dentro do mercado audiovisual a uma comunidade que corresponde a mais de 20% da população brasileira.

SOBRE ETC FILMES

Há mais de 16 anos, somos parceiros das principais distribuidoras, produtoras e exibidoras de conteúdo audiovisual do país. Sempre buscando inovações tecnológicas, soluções criativas e participando ativamente em todos os processos: da aquisição do conteúdo até a distribuição final. Após quatros anos produzindo conteúdos, participando ativamente na tecnologia acessível para os cinemas, e incluindo a acessibilidade nas grandes plataformas digitais, criamos uma plataforma 100% acessível, direcionada ao consumidor que necessita de recursos de audiodescrição, legendas descritivas e principalmente LIBRAS. Somos a primeira plataforma a oferecer o filme nesse formato.

Rafael Ferraz (Editor)
Rafael Ferraz (Editor)

Comunicador Social desde 2006, jornalita pela Faculdade Prudente de Moraes (FPM). Trabalha com jornalismo digital acessível e consultoria em acessibilidade e inclusão. Foi repórter em rádio AM, jornais impresso, assessor de imprensa, executivo de contas e fotógrafo em navios de cruzeiro. É tetraplégico e ativista pelos direitos da pessoa com deficiência.

Todas

Deixe um comentário