MIT oferece bolsa de pós-doutorado sobre síndrome de Down – T21

Imagem de uma jovem com síndrome de Down com o Ukulele, descrita na legenda abaixo, sobre "MIT oferece bolsa de pós-doutorado sobre síndrome de Down".
Descrição da imagem #PraCegoVer: Arte com foto colorida e logos ilustrando o texto: “MIT oferece bolsa de pós-doutorado sobre síndrome de Down”. No canto esquerdo superior está o logotipo, em inglês, do MIT – Massachusetts Institute of Technologiy. A foto é de uma jovem com T21, segurando um ukulele (instrumento de quatro cordas), sentada no chão e sorrindo. Tem pele branca, cabelos loiros longos e usa óculos de grau, calça escura e blusa cinza. Ao seu lado há uma lousa no cavalete, com os nomes, também em inglês: MIT Brazil e Alana Down syndrome center. Créditos: Edição JI

Programa foca em projetos de impactos positivos na saúde e tecnologias que eliminem barreiras

Com vagas anunciadas pelo Alana Down Syndrome Center, o MIT oferece bolsas de pós-doutorado sobre síndrome de Down - T21 (trissomia do cromossomo 21), a candidatos brasileiros com abordagens inovadoras

O Alana Down Syndrome Center (ADSC) do MIT (sigla em inglês para Instituto de Tecnologia de Massachusetts – EUA) está abrindo vagas no programa de pós-doutorado para apoiar o recrutamento e desenvolvimento de jovens pesquisadores no campo da pesquisa da Trissomia do Cromossomo 21 (T21), conhecida como síndrome de Down.

Bolsas de estudos serão oferecidas aos laboratórios do ADSC até que todos os fundos sejam utilizados. Segundo informações, “os bolsistas devem ser indicados por um líder do corpo docente do centro, e ter um pacote de inscrição aprovado”.

As inscrições serão aceitas até que todas as vagas sejam preenchidas, e a preferência será dada a candidatos do Brasil ou de outros países sul-americanos. É exigida proficiência em Inglês.

Os premiados com as bolsas de pós-doutorado receberão salário de 60 mil dólares por cada ano no programa, sendo que a bolsa pode ser mantida por até dois anos. Todas as bolsas incluirão fundos separados para cobrir o custo do plano de seguro saúde do MIT para o bolsista e seus familiares elegíveis. A bolsa também cobre 850 dólares anuais de despesas relacionadas à pesquisa, como a aquisição de computadores pessoais, realização de viagens para conferências ou custos dos materiais necessários para a realização do projeto.

Foto da Diretora executiva do Programa MISTI MIT Brasil, Rosabelli Coelho-Keyssar, descrita na legenda.
Descrição da imagem #PraCegoVer: Foto colorida da Diretora executiva do Programa MISTI MIT Brasil, Rosabelli Coelho-Keyssar. Mulher branca de cabelos pretos compridos e volumosos. Usa óculos de grau, calça escura e blazer cinza. Está discursando com a mão direita para o alto. Segura um documento com a outra mão. Foto: Reprodução/ Créditos: fundacaolemann.org.br

“Queremos que os pesquisadores brasileiros com PhDs conheçam esta oportunidade de bolsa de post-doc nas áreas de pesquisa sobre a síndrome de Down e entendam o passo-a-passo de como se candidatar a ela. Assim temos mais chances de termos mais brasileiros no MIT”, afirma Rosabelli Coelho-Keyssar, diretora do MIT Brazil Program.

Laís Fleury, diretora da Alana Foundation, ressalta que os valores do Alana estão alinhados aos próprios valores da universidade e sua missão:

“Estamos muitos esperançosos com o impacto que esta bolsa pode ter. Queremos encontrar pesquisadores que tenham abordagens inovadoras e com foco nos impactos positivos na saúde de pessoas com síndrome de Down e, também, que queiram buscar tecnologias que ajudem a eliminar barreiras que impedem que essas pessoas possam ter uma vida plena da sua maneira”, ressalta.

Para saber mais detalhes, acesse o link para do arquivo em inglês no formato PDF .

Jovem mulher com T21 utilizando o computador, como ilustração para "bolsa de pós-doutorado sobre síndrome de Down, pela MIT.
Descrição da imagem #PraCegoVer: Fotografia colorida, em ambiente interno. Jovem mulher com síndrome de Down utilizando o computador. Ela tem pele branca e cabelos pretos compridos, amarrados atrás da cabeça. Está concentrada, olhando para a tela do laptop. Atrás dela há casos com plantas. Foto: Reprodução/ Créditos: alana.mit.edu

SOBRE O MIT-BRAZIL PROGRAM

MIT-Brazil Program  faz parte do MIT International Science and Technology Initiatives (MISTI). A missão do programa é fomentar parcerias com empresas líderes, institutos de pesquisa, universidades, órgãos governamentais, e não-governamentais e, juntos, buscar soluções para os desafios tecnológicos, científicos, sociais e institucionais que o Brasil e o mundo enfrentam. O programa promove um maior conhecimento sobre o Brasil no MIT e investe na colaboração e projetos conjuntos de pesquisa entre o corpo docente do MIT e pesquisadores no Brasil por meio dos MIT-Brazil Seed Funds, parte do MIT Global Seed Funds, organiza eventos para reunir cientistas, engenheiros, formuladores de políticas e empresários de ambos os países, e viabiliza o recrutamento e a colocação de estudantes do MIT em diversos projetos (pesquisa, estágios e oportunidades de ensino), encorajando jovens a desenvolverem e manterem laços profissionais e pessoais com o Brasil.

SOBRE O INSTITUTO ALANA

Instituto Alana  é uma organização da sociedade civil, sem fins lucrativos, que aposta em programas que buscam a garantia de condições para a vivência plena da infância. Criado em 1994, é mantido pelos rendimentos de um fundo patrimonial desde 2013. Tem como missão “honrar a criança”.

SOBRE A ALANA FOUNDATION

Fundada em 2012, nos Estados Unidos, a Alana Foundation é uma organização filantrópica familiar que atua nos setores de meio ambiente, educação inclusiva e pesquisas na área de saúde por meio de parcerias e coinvestimento. A organização também se articula com redes relacionadas a estes temas e movimentos globais.

Rafael Ferraz (Editor)
Rafael Ferraz (Editor)

Comunicador Social desde 2006, jornalita pela Faculdade Prudente de Moraes (FPM). Trabalha com jornalismo digital acessível e consultoria em acessibilidade e inclusão. Foi repórter em rádio AM, jornais impresso, assessor de imprensa, executivo de contas e fotógrafo em navios de cruzeiro. É tetraplégico e ativista pelos direitos da pessoa com deficiência.

Todas

Deixe um comentário