fbpx

Pessoas surdas podem denunciar em Libras violações de Direitos Humanos no BR

Fotografia de orelha com aparelho auditivo, ilustrando o texto "Pessoas surdas podem denunciar em Libras violações de Direitos Humanos no BR".
Descrição da imagem #PraCegoVer: Fotografia de orelha com aparelho auditivo, ilustrando o texto “Pessoas surdas podem denunciar em Libras violações de Direitos Humanos no BR”. A pessoa tem cabelos grisalhos curtos e pele branca. Créditos: Freepik

Utilize os recursos de Acessibilidade Digital da EqualWeb clicando no botão redondo flutuante, na lateral esquerda. Para a tradução em Libras, acione a Maya, tradutora virtual da Hand Talk , no ícone quadrado à direita. Para ouvir o texto com Audima utilize o player de narração abaixo.

Registros de violação de direitos contra pessoas com deficiência, em 2021, já somam mais de 27,7 mil casos

Com a função disponível nos canais Disque 100 e Ligue 180, pessoas surdas podem denunciar em Libras violações de Direitos Humanos através da web, utilizando site ou aplicativo

Para levar os serviços dos canais de denúncias a todos os cidadãos, a Ouvidoria Nacional de Direitos Humanos (ONDH) dispõe de atendimento humanizado em Língua Brasileira de Sinais (Libras). Desde a disponibilização da versão acessível do Disque 100 e Ligue 180, mais de 1,7 mil pessoas surdas utilizaram a função, disponível no portal da ONDH  e no aplicativo Direitos Humanos Brasil.

CONTINUA APÓS PUBLICIDADE 

O atendimento com acessibilidade assegura às pessoas surdas ou com deficiência auditiva igualdade de condições ao acesso à informação e à compreensão, sem barreiras na comunicação, como prevê a Lei Brasileira de Inclusão da Pessoa com Deficiência (LBI). A titular da Secretaria Nacional dos Direitos da Pessoa com Deficiência (SNDPD), do Ministério da Mulher da Família e dos Direitos Humanos (MMFDH), Priscilla Gaspar, destaca que este tipo de atendimento é único no mundo.

“Uma ouvidoria de denúncias de direitos humanos que oferece videochamada para que pessoas surdas possam denunciar em sua própria língua, é um serviço único em todo o mundo, já que conta com intérpretes humanos. Além disso, coloca a pessoa surda como parte da sociedade. A pessoa surda é um cidadão igual a todo mundo e, por isso, a gente precisa divulgar o trabalho da Ouvidoria para que todos saibam que ela é acessível”, afirma a secretária.

Fotografia de duas mãos sinalizando em Libras e o logo do app dos Direitos Humanos do Brasil.
Descrição da imagem #PraCegoVer: Fotografia em preto e branco com sobreposição do logo do aplicativo dos Direitos Humanos Brasil, no canto direito superior. Como plano de fundo, a imagem mostra duas mãos sinalizando em Libras. Créditos: Jo Hilton/Unsplash/Editada

O ouvidor nacional, Fernando César Ferreira, explica que a adaptação para acessibilidade nos canais de denúncia já estava prevista para ser implementada, mas teve o processo acelerado devido à pandemia. “Realizamos esse esforço para garantir o atendimento diante de tempos tão difíceis para cidadãos que encontraram maior dificuldade em denunciar”, diz.

Todos os intérpretes de Libras que realizam os atendimentos nos canais receberam treinamento por meio de uma oficina, oferecida pela SNDPD. Os profissionais foram capacitados para saber lidar com situações de violação de direitos humanos.

Números de violações

Os registros de violação de direitos humanos contra pessoas com deficiência, até agosto de 2021, somam mais de 27,7 mil casos. Segundo os dados do painel da ONDH, são casos de desrespeito contra a liberdade, a segurança, o patrimônio e a integridade das vítimas. Muitos deles envolvendo maus tratos, chantagem, manipulação e invasão de privacidade. No mesmo período do ano passado, foram 26.510 violações.

Para baixar o App dos Direitos Humanos, basta clicar nos botões, abaixo, apontar o celular para o QR Code, ou utilizar os links na sequência:

Google Play icon

QR Code App Direitos Humanos Android

App Store icon

QR Code App Direitos Humanos iOS

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no tumblr
Compartilhar no telegram
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email
Jornalista Inclusivo

Jornalista Inclusivo

Da Equipe de Redação JI
Editor responsável (MTB: 0089466/SP)

Todos os posts

Um comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Este site usa Cookies

Utilizamos ferramentas e serviços de terceiros que utilizam cookies. Essas ferramentas nos ajudam a oferecer uma melhor experiência de navegação no site. 

Ao clicar no botão “Aceitar” ou continuar a visualizar nosso site, você concorda com o uso de cookies e nossa Política de Privacidade.