Dia Nacional da Escola: Analfabetismo entre pessoas com deficiência persiste

Estudante focado escrevendo em um caderno, com diversos materiais escolares ao redor, no Dia Nacional da Escola.
Apesar do avanço da educação inclusiva, o Dia Nacional da Escola alerta para o alto número de analfabetismo entre pessoas com deficiência no Brasil. (Foto: Freepik)

Instituto que é referência nacional na inclusão de pessoas com deficiência intelectual destaca a importância do atendimento educacional especializado, com recursos de acessibilidade e estratégias.

Celebrado anualmente em 15 de março, o Dia Nacional da Escola não apenas marca uma data no calendário, mas também ressalta a importância das instituições educacionais para a sociedade brasileira. Essa data é um lembrete da necessidade de proporcionar a todos um acesso equitativo a uma educação de qualidade, que reconheça e respeite as diversas nuances de nossa sociedade.

Neste artigo, apresentamos como o Instituto Jô Clemente (IJC) está transformando o cenário da educação inclusiva, através de iniciativas como o Atendimento Educacional Especializado (AEE), por uma educação mais acessível e inclusiva no país.

Publicidade

Dia Nacional da Escola: E as Pessoas com Deficiência?

A educação inclusiva, que promove a convivência de pessoas com e sem deficiência no ambiente escolar, ainda é um desafio para muitas crianças, principalmente as com deficiência. A Lei 12.764 de 2012  assegura o direito a uma acompanhante especializada para pessoas com Transtorno do Espectro Autista (TEA), mas ainda existem muitas dúvidas sobre o papel desse profissional.

Segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o Brasil tem cerca de 18,6 milhões de pessoas com algum tipo de deficiência . Diante desse cenário e, com o aumento de casos de pessoas com autismo e com deficiência intelectual, muitas famílias ainda buscam informações e suporte para lidar com questões pedagógicas, sociais e emocionais.

Atendimento Educacional Especializado do IJC

O Instituto Jô Clemente (IJC), referência nacional na inclusão de Pessoas com Deficiência Intelectual, TEA e Doenças Raras, oferece o serviço de Atendimento Educacional Especializado (AEE)  para crianças e adolescentes de 4 a 17 anos no contra turno escolar.

O AEE dispõe de métodos educacionais e estratégias que são definidos de acordo com as características de cada criança/adolescente, favorecendo o rompimento das barreiras nos ambientes sociais, educacionais e familiares.

O trabalho desenvolvido através do AEE possibilita:

  • Viabilidade das ações da educação especial no ensino regular.
  • Desenvolvimento de recursos didáticos e pedagógicos que eliminem as barreiras no processo de ensino.
  • Aprendizagem e potencialização de condições para a continuidade de estudos nos demais níveis de ensino.

Publicidade

Cenário da Educação Inclusiva e o Analfabetismo

A educação inclusiva tem avançado no Brasil. A taxa de matrícula de pessoas com deficiência em escolas regulares aumentou de 380 mil para quase um milhão entre 2010 e 2022, segundo a Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (PNAD) de 2022. Esses dados confirma o avanço da inclusão escolar no país.

No entanto, a qualidade da educação ainda precisa melhorar. O Censo Escolar 2022, do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (IPEA), mostra que a taxa de analfabetismo entre pessoas com deficiência é quase 20%, enquanto que entre pessoas sem deficiência é de 4%. Por isso é imprescindível capacitar profissionais, para que saibam lidar com estudantes com diferentes tipos de deficiência.

Para Victor Martinez, diretor educacional e supervisor em Reabilitação e Longevidade do IJC, ainda há muito a ser feito: 

“É fundamental que as políticas públicas e o governo olhem para a educação de pessoas com deficiência de maneira integrada com a saúde, apoios sociais e emocionais, assim, o aluno consegue desenvolver suas potencialidades com máxima autonomia”, finaliza Martinez.

Desenho de crianças segurando as mãos, uma delas em uma cadeira de rodas.
Descrição da imagem: A imagem apresenta um desenho infantil colorido de três pessoas segurando as mãos, uma das quais parece estar em uma cadeira de rodas. O desenho está em uma folha de papel branco que repousa sobre uma mesa de madeira. Há canetas coloridas espalhadas ao redor do desenho, indicando que foram usadas para criar a imagem. O desenho é simples e estilizado, típico do trabalho artístico infantil. As três figuras parecem estar felizes e estão conectadas por estarem segurando as mãos. (Foto: Freepik)

A atuação do IJC em diferentes frentes

O IJC é uma Organização da Sociedade Civil sem fins lucrativos que há quase de 63 anos promove saúde e qualidade de vida às pessoas com deficiência intelectual, TEA e doenças raras, além de apoiar a sua inclusão social e a defesa de direitos, disseminando conhecimento por meio de pesquisas científicas. Com o pioneirismo e a inovação como premissas, propicia o desenvolvimento de habilidades e potencialidades que favoreçam a escolaridade e o emprego apoiado, além de oferecer assessoria jurídica às famílias sobre os direitos das pessoas com deficiência intelectual.

Publicidade

Pioneiro no Teste do Pezinho no Brasil e credenciado pelo Ministério da Saúde como Serviço de Referência em Triagem Neonatal, o Laboratório do Instituto Jô Clemente (IJC) é o maior do Brasil em número de exames realizados e oferece, atualmente, o Teste do Pezinho Ampliado na rede pública do município de São Paulo, contemplando o diagnóstico precoce de cerca de 50 doenças, incluindo dezenas de condições raras. É também um centro de referência no tratamento de fenilcetonúria, deficiência de biotinidase e hipotireoidismo congênito, doenças detectadas no Teste do Pezinho que podem evoluir para a deficiência intelectual se não tratadas corretamente.

Além disso, o IJC produz e difunde conhecimento sobre deficiência intelectual, TEA e doenças raras. Um dos nossos focos é apoiar e desenvolver projetos de pesquisa aplicada, tecnológica e de inovação, em parceria com órgãos públicos ou privados e instituições de ensino e pesquisa, com o objetivo de gerar conhecimento para estudos, informações para as pessoas, produtos, serviços e novos modelos de negócio para a Organização.

Mais informações podem ser obtidas pelo telefone (11) 5080-7000 ou pelo site do IJC no Link .

Picture of Jornalista Inclusivo
Jornalista Inclusivo

Da Equipe de Redação