fbpx

Envelhecer É Para Todos: Cartilha gratuita sobre direitos do idoso com deficiência

Casal de idosos ilustrando o lançamento da cartilha "Envelhecer é para todos", com informações em texto descrito na legenda.
Descrição da imagem #PraCegoVer: Ilustra o lançamento da cartilha “Envelhecer é para todos”. Fotografia em área externa com casal de idosos e sobreposição de texto. No canto direito superior, dentro de um quadro amarelo a informação. Texto: “Porcentagem de população idosa com deficiência – São Paulo: 43%”. Na foto, à esquerda, mulher branca de cabelos grisalhos. Usa óculos de grau e roupa bege. Está beijando o rosto e segurando a mão de um homem idoso. Ele está abraçando a mulher com o braço direito. Tem cabelos, barba e bigode grisalhos e usa roupa cinza. No canto esquerdo inferior, texto: “Fonte: Censo IBGE e Base de Dados dos Direitos da Pessoa com Deficiência”. No canto direito inferior o logo do Governo de Estado de São Paulo, Secretaria dos Direitos da Pessoa com Deficiência. Créditos: Divulgação/SEDPcD

Utilize os recursos de Acessibilidade Digital da EqualWeb clicando no botão redondo flutuante, na lateral esquerda. Para a tradução em Libras, acione a Maya, tradutora virtual da Hand Talk , no ícone quadrado à direita. Para ouvir o texto com Audima utilize o player de narração abaixo.

“Aproximadamente 43% da população com deficiência no estado de São Paulo é idosa”, informa a SEDPcD-SP

Secretaria de Estado dos Direitos da Pessoa com Deficiência lança a cartilha “Envelhecer é para todos”, ressaltando a importância dos direitos do idoso

Em 1º de outubro, quando celebramos o Dia Nacional do Idoso e o Dia Internacional da Pessoa Idosa (ONU/1991), a Secretaria de Estado dos Direitos da Pessoa com Deficiência (SEDPcD-SP), por meio do Grupo de Trabalho Pessoas com Deficiência Adulta e Idosa, lançou a cartilha acessível “Envelhecer é para todos: direitos da população com deficiência idosa”.

A cartilha é parte do projeto “Envelhecimento e Deficiência: direitos e políticas públicas”, pela ONG Mais Diferenças, com recursos do Fundo Estadual do Idoso de São Paulo (CEI/SEDS) e revisada e avaliada pelo GT da Secretaria, com informações sobre marcos regulatórios federais e estaduais, políticas e programas nas áreas de saúde, transporte, moradia, assistência social, educação e cultura.

A cartilha reúne as principais legislações relacionadas à pessoa com deficiência idosa para subsidiar governos e organizações – bem como cidadãos e cidadãs com deficiência idosos – na garantia de seus direitos humanos e na defesa contra violações.

“Espera-se que esta seja uma contribuição à educação em direitos de uma população afetada por múltiplas vulnerabilidades, bem como um documento de apoio a profissionais de diferentes áreas e setores comprometidos em promover o bem-estar, a autonomia e a dignidade de pessoas com deficiência idosas”, de acordo com a divulgação.

Homem idoso sentado em cadeira de rodas.
Descrição da imagem #PraCegoVer: Fotografia em área interna de homem com pele branca e barba grisalha, sentado em cadeira de rodas. Usa camiseta branca e calça cinza. Está com os braços para frente e as mãos nos joelhos. Atrás há uma parede e um sofá. Créditos: Motortion/iStockphoto

“O Artigo 5º da Lei Brasileira de Inclusão (Lei Nº 13.146/2015) diz que dentre a população com deficiência, as pessoas idosas são consideradas especialmente vulneráveis. Então, existe a necessidade de formulação e aprimoramento de políticas públicas voltadas a esse público de forma articulada e intersetorial. E, é isso que o estado de SP faz com o GT Pessoa com Deficiência Adulta e Idosa”, afirmou a Secretária de Estado dos Direitos da Pessoa com Deficiência, Célia Leão.

Segundo informações da Base de Dados dos Direitos da Pessoa com Deficiência, a população idosa com deficiência é referente a 43% do número total do estado de São Paulo. Criado em 1991, pela Organização das Nações Unidas (ONU), o Dia Internacional do Idoso é um marco para o debate sobre o envelhecimento e a conquista de direitos.

De acordo com a apresentação da cartilha, a população idosa representa o grupo que mais cresce no país (4% ao ano), segundo o Censo Demográfico 2010. As projeções populacionais do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) apontam ainda que, em 2031, o número de idosos do país (43,2 milhões) vai superar pela primeira vez o número de crianças e adolescentes de 0 a 14 anos (42,3 milhões).

Cerca de 63% dos idosos brasileiros afirmaram, no último Censo Demográfico, ter alguma deficiência. O Estatuto do Idoso considera que esse grupo da população deve ter preferência na destinação de políticas públicas e recursos para garantia de seus direitos. Além disso, a população idosa é considerada “especialmente vulnerável” pela Lei Brasileira de Inclusão.

Conheça o Grupo de Trabalho Pessoa com Deficiência Adulta e Idosa:

O Grupo de Trabalho é uma ação intersecretarial, das Secretarias de Estado dos Direitos da Pessoa com deficiência, de Saúde e de Desenvolvimento Social, tem por objetivo consolidar uma política pública voltada a melhoria da qualidade de vida das pessoas com deficiência adulta e idosas do Estado de São Paulo.

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Jornalista Inclusivo

Jornalista Inclusivo

Da Equipe de Redação JI
Editor responsável (MTB: 0089466/SP)

Todos os posts

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Este site usa Cookies

Utilizamos ferramentas e serviços de terceiros que utilizam cookies. Essas ferramentas nos ajudam a oferecer uma melhor experiência de navegação no site. 

Ao clicar no botão “Aceitar” ou continuar a visualizar nosso site, você concorda com o uso de cookies e nossa Política de Privacidade.