Feira do Emprego conecta pessoas com deficiência e empresas em Curitiba; inscrições até 12 de agosto

Banner azul com informações em texto descritas na legenda do texto: “Feira do Emprego conecta pessoas com deficiência e empresas em Curitiba; inscrições até 12 de agosto”.
Descrição da imagem #PraCegoVer: Capa da manchete: “Feira do Emprego conecta pessoas com deficiência e empresas em Curitiba; inscrições até 12 de agosto”. Sobreposição de texto com plano de fundo azul. No topo: “Sua empresa pode investir em talentos diversos para fazer a diferença!”. Abaixo, o título: “Feira do Emprego para Pessoas com Deficiência”. No rodapé: “17 de agosto, Salão da Secretaria da Pessoa com Deficiência”. Na lateral esquerda, dentro de um círculo, os ícones de três pessoas, uma delas em cadeira de rodas. (Imagem: Editada. Créditos: Divulgação)

Evento encoraja protagonismo do profissional com deficiência e mostra os benefícios da inclusão para um ambiente organizacional motivador e preparado para resolução de conflitos

Promover conexões entre empresas e pessoas com deficiência. Esta é a proposta da Feira do Emprego para Pessoas com Deficiência, que segue com inscrições abertas até dia 12 de agosto. Realizada pela Ação Social para Igualdade das Diferenças (ASID Brasil), em parceria com o Departamento dos Direitos da Pessoa com Deficiência de Curitiba (PR), a iniciativa acontece no dia 17 de agosto, no Salão da Secretaria da Pessoa com Deficiência.

Conteúdo do artigo
    Add a header to begin generating the table of contents

    Boa leitura!

    Publicidade

    Feira do Emprego conecta PcDs e empresas

    A finalidade da Feira do Emprego é aumentar a inserção de pessoas com deficiência no mercado de trabalho, criando oportunidades para o desenvolvimento de suas habilidades e do protagonismo em suas trajetórias profissionais.

    “A feira é destinada às pessoas com deficiência, maiores de 18 anos, que gostariam de ter uma oportunidade de ingressar no mercado de trabalho formal, ou seja, no mundo do trabalho. Além disso, o evento possibilitará trocas de aprendizado, sociabilidade e inclusão para todos os participantes da feira”, afirma Diogo Neves Melo, Diretor de Projetos Governamentais da ASID Brasil.

    Obstáculos para incluir o profissional com deficiência

    Em um estudo sobre a temática, a ASID constatou que a ausência de oportunidades de capacitação e desenvolvimento e a baixa disseminação de dados sobre os tipos de deficiência e suas potencialidades são os principais obstáculos para a inclusão profissional de pessoas com deficiência. Esse cenário desencadeia desigualdade salarial e de oportunidades em comparação a quem não possui deficiência.

    Para encorajar ações que mudem esse panorama, a ASID realizará uma sensibilização com as empresas que contratarem uma ou mais pessoas com deficiência durante a feira. Esta sensibilização será realizada com os gestores das corporações e terá duas horas de roda de conversa e materiais de estudo selecionados.

    A Feira do Emprego para Pessoas com Deficiência funciona apenas com horários agendados, no período da manhã e da tarde. As empresas interessadas na abertura de vagas podem se inscrever neste link . Já os participantes em busca de oportunidades devem se inscrever neste link .

    Arte com foto de duas pessoas em ambiente corporativo e informações em texto descritas na legenda.
    Descrição da imagem #PraCegoVer: Arte com foto colorida em ambiente corporativo, com duas pessoas e informações em texto. À direita, a informação: “Cadastro no link”. Abaixo, em destaque: “Faça parte dessa jornada inclusiva. Cadastre sua vaga para Pessoa com deficiência até 12 de agosto. Endereço: Rua Schiller, nº 159 - Cristo Rei, Curitiba/PR”. A foto mostra uma pessoa branca, com barba e cabelos castanhos. Usa agasalho azul e está sentada. Entrega uma prancheta a outra pessoa que está à frente. A pessoa que recebe a prancheta tem cabelos loiros raspados, usa camisa xadrez e óculos de grau. No rodapé, logos dos realizadores e envolvidos. (Imagem: Editada. Créditos: Divulgação)

    Publicidade

    Humanização do ambiente corporativo

    A inserção no mercado de trabalho não contribui apenas com a autonomia da pessoa com deficiência, como também promove empoderamento, sensação de produtividade e de pertencimento a um grupo. Todos esses fatores culminam em repercussões sociais, psicológicas e no exercício da cidadania.

    Consequentemente, as empresas também são beneficiadas, já que uma equipe inclusiva de profissionais gera inúmeros impactos positivos para os empregadores, revela a consultoria Mckinsey & Company. As diferentes características de cada um corroboram para trazer múltiplas ideias, perspectivas e soluções de problemas. Quando as empresas investem em diversidade e inclusão, isso se torna uma vantagem competitiva, pois as equipes possuem maior capacidade de adaptação e se tornam mais eficazes e inovadoras.

    A Mckinsey reforça que funcionários de empresas comprometidas com a diversidade têm cerca de 150% mais chances de propor novas ideias e alternativas para o trabalho. O conjunto de habilidades variadas se complementa e ajuda a humanizar as empresas, criando um ambiente organizacional motivador e preparado para a resolução de conflitos.  Por isso, as companhias que se preocupam com a inclusão estão mais propensas a colherem bons resultados.

    Segundo a ASID, “além de estarem de acordo com a legislação de cotas e com o cumprimento da responsabilidade social, as empresas também ganham com a inclusão e diversificação de seu quadro de colaboradores. A inclusão de pessoas com deficiência promove um ambiente humanizado, diversificado e coletivo, além de dar oportunidade para potencializar futuros profissionais”, pontua Diogo Neves Melo, da ASID Brasil.

    Serviço

    Feira de Emprego para Pessoas com Deficiência

    > Data: Dia 17 de agosto
    > Local: Salão da Secretaria da Pessoa com Deficiência
    > Endereço: Rua Schiller, nº 159 – Cristo Rei, em Curitiba/PR
    > Horários agendados no período da manhã e tarde.

    Sobre a ASID Brasil

    A ASID é uma organização social voltada à construção de uma sociedade inclusiva por meio de projetos de responsabilidade social, como voluntariado, inclusão no mercado de trabalho e desenvolvimento de gestão de organizações parceiras. Com mais de dez anos de atividades, tem mais de 100 mil pessoas impactadas e mais de 7 mil voluntários. A ASID também possui reconhecimento a partir de prêmios nacionais e internacionais, como o Melhores ONGs Época e o United People Global.

    Picture of Jornalista Inclusivo
    Jornalista Inclusivo

    Da Equipe de Redação

    • Siga nas redes sociais: