fbpx

Deficiência intelectual no Outubro Rosa

Ginástica rítmica - Deficiência intelectual no Outubro rosa 2020

Descrição da Imagem #PraCegoVer: Fotografia sobre Deficiência intelectual no Outubro Rosa com três jovens mulheres praticando ginástica rítmica. No momento da foto, dentro de um ginásio fechado, estão fazendo pose com os braços abertos e segurando fitas coloridas. No canto direito inferior há um laço rosa, símbolo da campanha de prevenção. Foto: Divulgação

Olímpiadas Especiais Brasil apresenta dicas de incentivo à prevenção do câncer de mama

Presente em nove estados brasileiros, a OEB assume também o papel de levar informação e qualidade de vida às suas atletas com deficiência intelectual no Outubro Rosa

No último ano, o Brasil registrou mais de 59 mil casos de câncer de mama e, segundo o Instituto Nacional do Câncer (Inca), estima-se que em 2020 serão mais 66 mil novos casos e a régua não para de subir.

As Olímpiadas Especiais Brasil, presente em nove estados brasileiros, somando 52 mil atletas cadastrados em oportunidades de treinamento e competição durante todo o ano, atenta à saúde de seus atletas, incentiva a prática do exame, repleto de cuidados desde o atendimento até o diagnóstico. 

Pela campanha Outubro Rosa, o movimento reúne dicas e orientações para equipe médica e familiares. A médica oncologista clínica e parceira da instituição, Melissa Meirelles, dá dicas de como realizar o exame e a prevenção em mulheres com deficiência intelectual.

“É importante a gente frisar o papel da família e da rede de saúde que atende essa mulher, porque muitas vezes ela não entende a necessidade ou o que precisa ser feito. Então, são eles que devem, também, assumir esse papel e estar atentos a isso”, destaca Melissa, que completa:

  • Redobrar o cuidado da família;
  • Ensinar o toque e a autoanálise para que a mulher identifique qualquer alteração, seja na cor, formato ou toque da mama;
  • No consultório ou ainda em casa, atenção ao explicar as etapas do exame, utilizando linguagens menos técnicas, se possíveis ilustrações, vídeos e demonstração;
  • Alertar a equipe de atendimento para que tenha maior cuidado e atenção ao explicar e manusear a paciente;
  • Permitir acompanhantes sempre que possível;
  • Explicar que haverá um desconforto nos exames, mas que será passageiro;
  • Caso a região fique dolorida, receitar e cuidar da mesma;
  • Manter a confiança para que ela retorne nos próximos anos;
Mulher segurando laço para o texto Deficiência intelectual no Outubro Rosa 2020
Descrição da Imagem #PraCegoVer: Fotografia de baixo para cima mostra uma mulher branca segurando um grande laço que é o símbolo da campanha Outubro Rosa. Ela veste camiseta rosa claro, e está em área externa, sob um céu iluminado. Foto: Shutterstock

A parceira do projeto também destaca que a mulher com deficiência não tem um risco maior ou menor para o câncer:

“O que vemos é uma dificuldade em fazer o exame, a falta de conhecimento e que a infantilização do indivíduo aumenta esse risco porque você acaba afastando a pessoa do tratamento”, afirma.

Além da orientação para a parte médica, as Olímpiadas Especiais Brasil preparam uma conversa com suas atletas e famílias para ressaltar a importância dos exames preventivos.

Ginastica Ritmica OEB 1
Descrição da Imagem #PraCegoVer: Uma das atletas da OEB em apresentação de Ginástica Rítmica, segurando o aparelho chamado fita. Trata-se de uma vareta com uma longa fita fixada na ponta. Foto: Reprodução/ Divulgação

Olimpíadas Especiais Brasil

Projeto global sem fins lucrativos, a Special Olympics é um movimento mundial centrado no desporto, fundado em 1968 por Eunice Kennedy – irmã do 35° presidente dos Estados Unidos John F Kennedy. A organização internacional foi criada para apoiar pessoas com deficiência intelectual através do esporte.

Acreditada pela Special Olympics International, as Olimpíadas Especiais Brasil atuam com diversas modalidades esportivas e Programas, possuindo 32 mil atletas treinando e 25 mil competindo durante todo o ano.

A Special Olympics dá oportunidade a todos os atletas, independente do nível de habilidade, promovendo competições em diferentes regiões do mundo. O programa conta com voluntários em treinamentos esportivos e competições, melhorando a vida das pessoas com deficiência intelectual e de todas as pessoas que os cercam.

Conheça mais sobre o Atletas Saudáveis, das Special Olympics, e outros programas de saúde, além das diversas atividades inclusivas para pessoas com deficiência intelectual através do esporte, nos links abaixo:

Website: https://specialolympics.org.br/

Facebook: https://www.facebook.com/OlimpiadasEspeciais

Instagram: https://www.instagram.com/olimpiadasespeciaisbrasil/

Twitter: https://twitter.com/olimpiadasespbr

YouTube: https://www.youtube.com/channel/UC9x51S2n1KIfgnfarb2QvWA

Com informações da assessoria de imprensa.
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no tumblr
Compartilhar no telegram
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Este site usa Cookies

Utilizamos ferramentas e serviços de terceiros que utilizam cookies. Essas ferramentas nos ajudam a oferecer uma melhor experiência de navegação no site. 

Ao clicar no botão “Aceitar” ou continuar a visualizar nosso site, você concorda com o uso de cookies e nossa Política de Privacidade.

Skip to content