Cia de dança De Rodas para o Ar lança campanha de arrecadação no Dia de Doar

Foto de apresentação de espetáculo com artista em cadeira de rodas e sobreposição da logo De Rodas para o Ar, do Dia de Doar, e do link da campanha de arrecadação, detalhados na legenda abaixo.
Descrição da imagem #PraCegoVer: Fotografia colorida, com sobreposição das logomarcas da Cia De Rodas para o Ar e do Dia de Doar, além do link benfeitoria.com/vemdancar, da campanha de arrecadação. No centro do palco há uma artista em cadeira de rodas durante uma apresentação. Ela está ao contrário na cadeira, com a cabeça para baixo, onde se apoia os pés, as pernas apoiadas no encosto da cadeira e para o alto. Seus braços estão abertos. Créditos: Divulgação/Edição JI

Ação ‘Vem Dançar com a Cia De Rodas para o Ar’ vai garantir as atividades em 2022

Nessa modalidade de financiamento coletivo com vaquinha turbinada, se a meta não for alcançada todo o dinheiro é devolvido aos doadores. Entenda como funciona:

Dedica à arte como forma de aprendizado humano e a premissa de que todos podem dançar e mostrar seu potencial artístico, a companhia de dança De Rodas para o Ar @derodasparaoar , lança campanha de financiamento coletivo. O objetivo é manter as atividades gratuitas para pessoas com deficiência e abrir mais vagas para novos artistas interessados.

“Nos ajude a continuar excetuando este trabalho tão importante em 2022”, diz um dos posts nas redes sociais da Cia de dança .

A campanha ‘Vem Dançar com a Cia De Rodas para o Ar’ será lançada oficialmente no Dia de Doar 2021 – mobilização que nasceu do movimento mundial chamado #GivingTuesday (terça-feira de doação). 

Em conversa com o diretor artístico e gestor cultural Clayton Brasil, um dos idealizadores da Cia De Rodas para o Ar, a expectativa é que a celebração do Dia Internacional da Pessoa com Deficiência, em 03 de dezembro, também impulsione a campanha de financiamento:

Foto colorida, em ambiente interno, do idealizador da Cia De Rodas para o Ar Clayton Brasil. Homem branco de cabelos, barba e bigode pretos com tatuagens no braço.
Descrição da imagem #PraCegoVer: Foto colorida, em ambiente interno, do idealizador da Cia Clayton Brasil. Homem branco de cabelos, barba e bigode pretos com tatuagens no braço. Está sentado, de perfil, de frente ao espelho do camarim. No canto esquerdo inferior, sobreposição de um círculo branco com a logo da Cia de Rodas para o Ar. Créditos: Foto de Luciana Gebara/ Edição JI

“Além de artistas com alguma deficiência, a Cia De Rodas para o Ar tem pessoas de todos os jeitos, de todas as tribos. É uma companhia de dança aberta a todas as pessoas”, explicou o profissional. O objetivo do projeto é garantir a representatividade da pessoa com deficiência e proporcionar o contato com a arte, unindo a atividade em dança e cuidados do corpo e mente.

“Somos uma equipe de profissionais com um olhar de inclusão para este público, proporcionando atividades com acessibilidade atitudinal, desde as atividades adaptadas até o espaço físico e áreas externas”, garante Clayton, que também é Educador Físico. “Além de gerar qualidade de vida com atividades físicas, o projeto tem grande valor para os artistas, gerando renda e trazendo para a sociedade a discussão sobre a invisibilidade das pessoas com deficiência”, completa o idealizador da Cia.

Foto de apresentação de espetáculo com artistas com e sem cadeira de rodas e sobreposição da logo De Rodas para o Ar, do Dia de Doar, e do link da campanha de arrecadação, detalhados na legenda abaixo.
Descrição da imagem #PraCegoVer: Fotografia colorida, com sobreposição das logomarcas da Cia De Rodas para o Ar e do Dia de Doar, além do link benfeitoria.com/vemdancar, da campanha de arrecadação. Foto mostra há três artistas, no centro do palco, sendo que a do meio é cadeirante e está com as rodas dianteiras para o alto. À esquerda, um artista está com o joelho direito no chão, o braço direito esticado para cima e apoiando a cadeira em seu joelho esquerdo. À direita está outra artista, com os joelhos no chão, braço esquerdo para o alto e segurando a cadeira com a mão direita. Créditos: Divulgação/Edição JI

Vem Dançar com a Cia De Rodas para o Ar

Todos os anos no Brasil, desde 2013, o movimento Dia de Doar acontece no dia 30 de novembro. O objetivo é estimular doações, promover e mobilizar o país para uma sociedade mais altruísta e solidária. É realizado em diversas regiões do país, somando  mais de 20 campanhas comunitárias que aderiram à data e realizam diversas ações.

A campanha da Cia De Rodas para o Ar seguirá até 20 de dezembro, mas se a meta inicial de 30 mil não for alcança, o dinheiro é devolvido aos doadores. Entenda como o valor será usado pela companhia:

“Com este valor iremos manter nossas aulas e oficinas de dança e música gratuitamente para pessoas com deficiência incluindo contratação de profissionais como psicólogos, assistência social, terapeutas corporais, professores de dança, produtores e manutenção do espaço, compra de lanches para alguns encontros”, diz a publicação no benfeitoria.com/vemdancar .

Foto colorida tirada do alto, mostra pessoas em cadeiras de rodas e em pé, dançando.
Descrição da imagem #PraCegoVer: Foto colorida, em ambiente externo, tirada de um ponto alto para baixo. Em destaque há seis artistas se apresentando. Três estão sentados em cadeiras de rodas, uma quarta cadeira está vazia e três pessoas estão em pé. Eles formam um círculo. À direita, no topo, aparecem alguns espectadores. E no canto direito inferior há um circulo branco com a logo da Cia de Rodas para o Ar. Créditos: Divulgação/Edição JI

Saiba mais sobre o projeto

Nosso projeto tem como objetivo proporcionar às pessoas com deficiência (PCD) contato com a arte unindo a atividade em dança e cuidados do corpo e mente, somos uma equipe de profissionais que olha para este público proporcionando atividades com acessibilidade atitudinal, proporcionando um olhar totalmente acessível desde as atividades adaptadas até o espaço físico, proporcionando às pessoas com deficiência atividades externas, proporcionando a eles qualidade de vida através das atividades físicas e o contato com a arte. Para os artistas este projeto tem grande valor, gerando renda e trazendo para a sociedade a invisibilidade dessas pessoas com deficiência. 

Os Encontros Oficinas acontecem duas vezes por semana, cada um com duas horas de duração:

  • 1º Encontro: Uma hora de oficina de dança e uma hora de apoio psicológico;
  • 2º Encontro: Uma hora de oficina de dança e ensaio, mais uma hora de apoio social. 

O que vamos fazer?

Este projeto terá oficinas de dança, música, acompanhamento psicológico, assistência social, atendimentos psicológicos e social duas vezes por semana em um período de seis a nove meses na sede da Cia De Rodas para o Ar, na região da Sé, em São Paulo , contando com profissionais qualificados e atendendo um público entre 20 a 30 pessoas com deficiência.

O valor arrecadado será distribuído em pagamentos de profissionais, no aluguel, na manutenção de figurinos e cenário, compras de cafés e água, em seis etapas:

  • 1ª Etapa: Contratação de profissionais – professores de dança e Educação Física, Diretor artístico, Assistente Social, Psicólogos e Terapeutas corporais;
  • 2ª Etapa: Compra de equipamentos para as atividades – caixa de som, material de escritório;
  • 3ª Etapa: Investimentos em brindes para as recompensas;
  • 4ª Etapa: Manutenção do espaço (aluguel), manutenção de figurinos e cenário;
  • 5ª Etapa: Produção de artes para redes sociais;
  • 6ª Etapa: Taxas financeiras.
Logo da Cia de dança De Rodas para o Ar, com descrição detalhada na legenda, mais abaixo.
Descrição da imagem #PraCegoVer: Imagem com plano de fundo levemente colorido, quase branco, com o logotipo da companhia de dança. Ele é formado pelo contorno de duas pessoas dançando: Uma sentada em cadeira de rodas e outra atrás, com os pés no ar, um braço esticado para frente e uma mão apoiada na roda. Mais abaixo, com cada palavra em uma cor, está o nome “De Rodas para o Ar”. No canto esquerdo inferior está a logo do site Benfeitoria, na cor pink, e no direito, a logo do Dia de Doar, com um coração verde e amarelo. Créditos: Edição JI

SOBRE A CIA DE DANÇA

A Cia de Dança De Rodas Para o Ar foi criada em 2015 para levar artistas com deficiência ao protagonismo nos palcos pela cidade de São Paulo, criando na sociedade um olhar não capacitista. Além do idealizador Clayton Brasil, a professora de Educação Física Raíssa Pinheiro é cofundadora e coordenadora do projeto.

Segundo seus idealizadores, “trabalhamos também para a valorização dos profissionais da arte, criando Programas de Educação e Aprendizado na Linguagem da Dança, montando Espetáculos e Obras que vão além das apresentações artísticas, mostrando um olhar peculiar para a acessibilidade com temas atuais criando reflexões”.

ENTENDA O MATCHFUNDING

Matchfunding é como uma vaquinha turbinada: uma modalidade de fomento, que mistura o financiamento coletivo (ou crowdfunding) com aporte de parceiros, que multiplicam a arrecadação. Para cada R$ 1 arrecadado pelos projetos selecionados por intermédio da plataforma da Benfeitoria, o Fundo Todo Cuidado Conta contribui com mais R$ 2, até que o valor de R$30.000 seja alcançado! Caso o projeto seja bem sucedido, ou seja, atinja 100% ou mais da meta estipulada na campanha, recebemos o dinheiro arrecadado e entregaremos as recompensas aos nossos apoiadores. 

Caso a campanha não atinja a meta 1 de 30.000 reais, o dinheiro é devolvido. Ou seja: é tudo ou nada!

Fundo de Matchfunding Todo Cuidado Conta, coordenado pela RaiaDrogasil (RD), é colaborativo em sua essência e celebra o poder do coletivo, desde a sua formação. O Fundo junta o aporte direto da RD com a verba de arrecadação do Programa de Troco, onde os clientes da DrogaRaia e Drogasil destinam o troco da compra para apoiar projetos de impacto. 

Junto com o Crowd, só em 2021, o Matchfunding TodoCuidadoConta  pretende movimentar mais de R$6 milhões para projetos de impacto

Banner Matchfunding_TodoCuidadoConta-Ed.Especial_Dia de Doar 2021
Descrição da imagem #PraCegoVer: Arte multicolorida com texto na cor branca, centralizado: Matchfunding TodoCuidadoConta. Na sequência, em amarelo, há o texto: Edição especial, Dia de Doar. Créditos: Reprodução/Benfeitoria.com

Deixe um comentário