fbpx

Dia Mundial da Audição 2021: OMS faz apelo Global

Quase 2,5 bilhões de pessoas em todo o mundo ─ ou 1 em cada 4 pessoas ─ viverão com algum grau de perda auditiva até 2050, alerta o primeiro Relatório Mundial sobre a Audição divulgado hoje (2) pela OMS, em Genebra, Suíça. Pelo menos 700 milhões de pessoas precisarão de acesso a cuidados auditivos e de reabilitação, a menos que sejam tomadas medidas.

Descrição da imagem #PraCegoVer: Ilustra reportagem do Dia Mundial da Audição 2021, fotografia com dois homens negros conversando através da Libras. Do lado esquerdo da fotografia, um homem de camisa manga comprida, azul clara, barba e cabelo black está lateralizado, de frente a outro homem de cabelo raspado, que está sorrindo. Ele usa camisa branca e agalho cinza claro. No rodapé foi inserida uma linha colorida simulando um gráfico de ondas sonoras. Créditos: Foto ShutterStock /Edição JI

OMS lança relatório e pede por mais cuidados com a saúde auditiva

Relatório Mundial da Audição publicado hoje (2) pela OMS alerta que 1 em cada 4 pessoas terão problemas auditivos até 2050. Confira na reportagem especial pelo Dia Mundial da Audição 2021

Você cuida de sua audição? Tem consciência de que, mais cedo ou mais tarde, pode começar a sentir dificuldades para ouvir? A deficiência auditiva é um dos distúrbios mais incapacitantes, que traz grandes prejuízos à qualidade de vida das pessoas. Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), cerca de 500 milhões de pessoas no mundo têm surdez moderada e/ou severa.

Quase 2,5 bilhões de pessoas em todo o mundo ─ ou 1 em cada 4 pessoas ─ viverão com algum grau de perda auditiva até 2050, alerta o primeiro Relatório Mundial da Audição divulgado hoje (2) pela OMS , em Genebra, Suíça. Pelo menos 700 milhões de pessoas precisarão de acesso a cuidados auditivos e de reabilitação, a menos que sejam tomadas medidas.

CONTINUA APÓS PUBLICIDADE 

A gravidade da situação vem impulsionando campanhas e estratégias de Saúde Pública da OMS sobre a importância do cuidado com a saúde auditiva. Por isso, com o tema “Cuidados auditivos para todos!”, a campanha do Dia Mundial da Audição 2021, celebrado neste 3 de março, é um apelo global aos governos e à população em geral quanto à adoção de medidas efetivas para lidar com a perda de audição e as doenças, ao longo da vida.

Banner oficial da OMS para o Dia Mundial da Audição 2021
Descrição da imagem #PraCegoVer: Imagem em fundo branco com moldura vermelha e o título: Dia mundial da audição, 3 de março 2021. No centro, a ilustração em formato de caracol de diversas pessoas, orientais, brancas, pretas, jovens, idosos, mulheres, homens, cadeirantes. No rodapé, o slogan da campanha: Cuidados auditivos para todos. Triagem, reabilitação, comunicação. Créditos: WHO/Edição JI

“Nossa capacidade de ouvir é preciosa. A perda auditiva não tratada pode ter um impacto devastador na capacidade das pessoas de se comunicarem, estudar e ganhar a vida. Também pode afetar a saúde mental das pessoas e sua capacidade de manter relacionamentos”, disse o Diretor-Geral da OMS, Tedros Adhanom Ghebreyesus.

De acordo com o documento enviado à imprensa, “este novo relatório descreve a escala do problema, mas também oferece soluções na forma de intervenções baseadas em evidências que encorajamos todos os países a integrarem em seus sistemas de saúde como parte de sua jornada rumo à cobertura universal de saúde.”

Dia Mundial da Audição 2021: Cuidados auditivos para todos

Se não for tratada, a deficiência auditiva pode causar dificuldades cada vez maiores. As pessoas que não ouvem bem têm vergonha de estar com amigos, se divertem menos e têm menos chances no mercado de trabalho. Com o tempo, as sequelas aumentam, vem o isolamento social e a tristeza, que podem levar à depressão, declínio cognitivo e até demência.

“Neste Dia Mundial da Audição, a OMS faz um grande apelo à ação. Quanto mais cedo a perda auditiva for detectada, melhor. Estamos enfatizando a importância de abordar e tratar a perda de audição em tempo hábil, tão logo apareçam os primeiros indícios de dificuldades para ouvir. Com isso, evitamos uma série de prejuízos na comunicação, nos relacionamentos, e as pessoas podem continuar aproveitando a vida ao máximo. Para isso, uma das opções de tratamento é o uso de aparelhos auditivos, que irá proporcionar inúmeros benefícios para o indivíduo”, pontua a fonoaudióloga Marcella Vidal, Gerente de Audiologia Corporativo, Telex Soluções Auditivas .

Telex imagem jovem com fone de ouvido 1x1 1
Descrição da imagem #PraCegoVer: Mulher branca está de costas para a foto, e utiliza fones de ouvido plugados no celular. Ela tem os cabelos em tons loiros, presos com um coque, e usa camiseta preta. Créditos: Reprodução/ Ex-Libris Comunicação Integrada

Entre as principais mensagens da OMS neste Dia Mundial da Audição estão às que se referem a decisões políticas e governamentais, entre elas, a inclusão de atendimento na área de audiologia nos planos nacionais de saúde. Para o público em geral, as mensagens focam na importância de uma boa audição e comunicação em todas as fases da vida e na adoção de ações preventivas ao longo dela, como a proteção contra sons altos e boas práticas de cuidados com a audição.

A OMS recomenda que todas as pessoas chequem a sua audição, periodicamente. “Aconselho a realização de um exame denominado audiometria, uma vez ao ano, especialmente para pessoas acima de 50 anos, para quem tem predisposição genética ou já experimentam dificuldades para ouvir; e também para aquelas que têm infecções frequentes na orelha, trabalham em ambientes ruidosos ou ouvem som alto por longos períodos, como ocorre atualmente entre os mais jovens com a ‘febre’ dos fones de ouvido “, conclui a fonoaudióloga Marcella Vidal.

CONTINUA APÓS PUBLICIDADE 

Estudo realizado em 2019 pelo Instituto Locomotiva e a Semana da Acessibilidade Surda revelou que existem, no Brasil, 10,7 milhões de pessoas com deficiência auditiva – 5% da população –, sendo que, desse total, 2,3 milhões têm perda de audição severa. A surdez atinge mais os homens, 54%; e 46% de mulheres. Grande parte deles tem 60 anos de idade ou mais (57%). Somente 9% das pessoas com deficiência auditiva nasceram com essa condição e 91% adquiriram o distúrbio ao longo da vida. E dois em cada três brasileiros com perda de audição não tratada relataram enfrentar dificuldades nas atividades do dia a dia.

Cuidados auditivos para todos: Triagem, reabilitação, comunicação

Em 2019, a OMS lançou um App gratuito que ajuda a detectar a perda auditiva. A ferramenta “hearWHO”, para dispositivos móveis, é indicada pela organização principalmente a aqueles em risco de perda auditiva ou que já experimentam algum sintoma relacionado.

O App utiliza uma tecnologia que mede o ruído através de dígitos. Para utilizar, basta baixar na loja de aplicativos, e inserir uma série de três números. O App exibe a pontuação e armazena o resultado do teste para que o usuário possa monitorar os níveis da sua audição ao longo do tempo.

App hearWHO ilustra Dia mundial da audição 2021
Descrição da imagem #PraCegoVer: Mão de pele clara segura o celular aberto no aplicativo “hearWHO”. No canto direito superior, o logo da World Health Organization (Organização Mundial da Saúde) e do App, que é um ovo de galinha com fones de ouvido. No rodapé, os mini-banners ‘Disponível no Google Play’, e ‘Disponível na App Store’. Creditos: Edição JI

Com a possibilidade de definir lembretes para fazer o teste regularmente, o aplicativo também é indicado a profissionais de saúde por facilitar a triagem auditiva, especialmente em ambientes com poucos recursos.

Baixe o aplicativo para – Android ou iOS

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no tumblr
Compartilhar no telegram
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email
Rafael Ferraz Carpi

Rafael Ferraz Carpi

Rafael Ferraz Carpi - Founder & Publisher (MTB: 0089466/SP). Jornalista formado em Comunicação Social (2006), Rafael assina como Editor responsável pelo conteúdo, edição geral e publicações. Autor do projeto Jornalista Inclusivo (JI), foi repórter em jornais impressos e em rádio AM, fotógrafo em navios internacionais de cruzeiro e assessor de imprensa. Ativista social, é criador de conteúdo digital acessível, redator web, e marketing digital em mídias sociais.

Todos os posts

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Este site usa Cookies

Utilizamos ferramentas e serviços de terceiros que utilizam cookies. Essas ferramentas nos ajudam a oferecer uma melhor experiência de navegação no site. 

Ao clicar no botão “Aceitar” ou continuar a visualizar nosso site, você concorda com o uso de cookies e nossa Política de Privacidade.