Daniel Dias segue para Tóquio 2021

Foto do atleta segurando medalha de ouro, Daniel Dias segue para Tóquio 2021

Descrição da imagem #PraCegoVer: Ilustra a notícia Daniel Dias segue para Tóquio 2021, a fotografia do nadador, que exibe a medalha de ouro dos Jogos Paralímpicos Rio 2016. Na ocasião, o paratleta que tem pele branca e cabelos raspados, está segurando a medalha próximo a boca, com os dentes a mostra. Ele veste agasalho verde da equipe brasileira. Créditos: Agência Brasil Fotografias , CC BY 2.0 , via Wikimedia Commons

Conforme adiantamos ontem (12), o nadador paralímpico se aposentará após os jogos de Tóquio

“Encerramento de um ciclo, não poderia ser em outro momento”, diz o paratleta nas redes sociais. Antes disso, Daniel Dias segue para Tóquio 2021

Ontem, 12 de Janeiro de 2021, publicamos o artigo “Além das águas com Daniel Dias”, e anunciamos, em primeira mão, a despedida dessa lenda das piscinas. No material, produzido pelo Murilo Pereira – jornalista e paratleta da equipe de Bocha Paralímpica Ituana, além de mostrar um pouco da vida do multicampeão, publicamos o vídeo em que o atleta se despede, no post do Instagram do Comitê Paralímpico Brasileiro external link symbol 1 e1610500042865 Daniel Dias segue para Tóquio 2021.

Daniel Dias é considerado o maior nadador paralímpico da história, com 24 medalhas conquistadas em apenas três edições de jogos paralímpicos, 40 medalhas em Mundiais e 33 em Jogos Parapan-Americanos. O medalhista de 32 anos, no entanto, vai se aposentar só depois dos jogos de Tóquio 2021, onde disputará quatro provas individuais e um revezamento.

Confira o artigo Além das águas com Daniel Dias, por Murilo Pereira, e assista ao vídeo, neste link: https://jornalistainclusivo.com/alem-das-aguas-com-daniel-dias/

Nadador paralímpico ilustra o texto Além das águas com Daniel Dias, por Murilo Pereira
Descrição da imagem #PraCegoVer: O paratleta está nadando em uma piscina, com raias azuis e vermelhas. Ele usa uma touca de natação preta, com listras brancas no centro. Também usa óculos de natação azul com lentes escuras. Seus braços estão abertos, empurrando a água para a frente. Créditos: Daniel Zappe

O anúncio, que foi destaque nos jornais, sites e na televisão do Brasil e do mundo, está rendendo muitas mensagens de apoio, nas redes sociais, e do maior clube da América Latina, o Esporte Clube Pinheiros, que publicou:

Por três vezes, nos anos de 2009, 2013 e 2016, Daniel Dias foi condecorado com o Prêmio Laureus, considerado o “Oscar do esporte”, na categoria de melhor atleta paralímpico. O atleta ainda declarou que tem a intenção de continuar no meio do esporte (após sua aposentadoria). Ele integra o Conselho Nacional de Atletas, a Assembleia Geral do Comitê Paralímpico Brasileiro e é fundador do Instituto Daniel Dias, que ajuda atletas brasileiros com deficiência.

O Esporte Clube Pinheiros que em 2018, foi destaque na 8ª Edição do Prêmio Paralímpicos, conquistando três troféus na cerimônia, agradece toda a contribuição de Daniel Dias para o esporte. Nas piscinas do Pinheiros já passaram atletas como Manoel dos Santos, Gustavo Borges. César Cielo e o atleta paralímpico André Brasil. Hoje tem nomes de destaque como João Gomes Jr e Breno Correia.

“Sabemos que o legado de Daniel Dias deixa, é muito inspirador, principalmente para os atletas que estão iniciando a sua carreira no meio desportivo. Nós, como o maior clube da América Latina, e detentores de 18 medalhas na natação, só temos que ficar honrados de ter esse atleta representando o País! Com certeza, os jogos Paraolímpicos de Tóquio estão sendo ainda mais aguardados após este anuncio”, finaliza Ivan Castaldi, Presidente do Esporte Clube Pinheiros.

Descrição da imagem #PraCegoVer: Fotografia das piscinas, na sede do Clube Pinheiros em SP.  Dentro de uma das piscinas aparece o brasão do clube. Nas laterais da imagem há coqueiros e árvores. Créditos: Michel Filho/Agência O Globo

Sobre o Esporte Clube Pinheiros

O ECP – Esporte Clube Pinheiros external link symbol 1 e1610500042865 Daniel Dias segue para Tóquio 2021 – nasceu em 1899 com a vocação para o esporte, cultura e educação. Com mais de 38.500 mil associados, a instituição entrega ao mundo atletas de alto rendimento, ensino de qualidade, e atividades dentro e fora do ECP que resgatam a sinergia entre as pessoas. Trata-se do maior clube da América Latina que agrega pessoas de várias faixas etárias, etnias, nacionalidades, e etc. A diversidade e o respeito são as nossas bases. Com uma infraestrutura adequada e tecnológica, o clube torna-se referência no esporte para os associados, parceiros e brasileiros.

Rafael F. Carpi
Rafael F. Carpi

Jornalista, editor nas iniciativas Jornalista Inclusivo e PCD Dataverso. Formado em Comunicação Social em 2006, foi repórter, assessor de imprensa, executivo de contas e fotógrafo. É consultor em acessibilidade e inclusão, ativista dedicado aos direitos da pessoa com deficiência e redator na equipe Dando Flor.

LinkedIn

Deixe um comentário