fbpx

Cadeiras de Rodas: Guia Prático Simplificado

Cadeira de Rodas - Guia Prático Simplificado

Descrição da Imagem #PraCegoVer: Homem de pele clara e cabelos castanhos, calçados sapatos azuis, calça verde claro, camiseta verde e camisa azul. Ele está atrás de uma mulher, com pele morena  e cabelos lisos e pretos. Ela está em uma cadeira de rodas, de frente para a câmera. Calça tênis brancos, calça jeans, camiseta branca e camisa azul clara. Os dois estão se olhando e sorrindo. O homem está levemente empinando a cadeira. Fim da descrição |Designed by Freepik

Você conhece todos os tipos de Cadeiras de Rodas, e o por quê de cada modelo ou configuração?

Pois saiba que muito além de estilo, os tipos de Cadeiras de Rodas são indicados de acordo com funcionalidade, ergonomia e necessidade do usuário

Um dos itens mais conhecidos quando falamos em deficiência física é a cadeira de rodas. É o dispositivo mais famoso, ilustrando placas de vagas exclusivas ou locais acessíveis, porém um dos menos conhecidos.

A grande maioria da população já teve contato direto com uma cadeira de rodas, seja pelo uso próprio, seja por um amigo ou familiar com deficiência física, um amigo ou familiar que passou por alguma cirurgia, algum idoso com diminuição de movimentos, ou por vê-las em cinemas, novelas e redes sociais.

Mas mesmo com toda essa visibilidade, entretanto, a cadeira de rodas não é completamente conhecida. Ela não é um dispositivo único e globalizado. Ela precisa atender a demanda individual de quem a usa. 

A intenção desse texto é trazer informação sobre o que temos no mercado atual, quando falamos em cadeiras de rodas, e como podemos identificar a real necessidade de cada indivíduo

Cadeiras de rodas - variações
Descrição da Imagem #PraCegoVer - Três fotografias da mesma pessoa em cadeira de rodas, cada uma mostrando um estágio das posições sentada na cadeira, se levantando com a cadeira, e em pé com este tipo de cadeira específica para simular a posição de uma pessoa que anda. É uma jovem garota de pele branca, cabelos negros na altura dos ombros. Ela veste camiseta branca, calça jeans e tênis. Nas três imagens está olhando para a câmera, e na última, já em pé, está sorrindo. Fim da descrição | Foto: Reprodução

Primeiramente vamos diferenciar os Modelos de Cadeiras de Rodas

Cadeiras de Rodas Manuais Simples:

A cadeira manual simples é a com menor custo. É recomendada para pessoas que usarão por tempo determinado ou uso em situações muito específicas, como por exemplo pessoas que passaram por algum tipo de cirurgia e não ainda não podem realizar descarga de peso, idosos com algum nível de dificuldade para andar, pessoas deambulantes com limitações motoras em membros inferiores quando vão a shoppings e praças públicas e utilizam para otimizar o tempo é gasto energético, entre outros. 

Cadeiras de Rodas Simples
Descrição da Imagem #PraCegoVer: Fotografia de uma cadeira de rodas manual simples, na cor branca com partes de lona e plástico preto. Fim da descrição | Foto: Reprodução

São modelos simples que, no geral, não oferecem muitas opções para adaptação e nem acréscimos de acessórios. 

Os valores costumam variar entre duzentos e seiscentos reais. 

Confira o PDF da Organização Mundial da Saúde – OMS, sobre Diretrizes para o fornecimentobde Cadeiras de Rodas Manuais em locais com poucos recursos, clicando aqui

Clicando na opção acima, você será redirecionado a outro site. Não nos responsabilizamos pelo conteúdo e ações realizadas em outros portais. Mais informações, acesse nossa Política de Privacidade & Termos de Uso.

Cadeiras de Rodas Dobráveis em X:

A cadeira é constituída por duas partes laterais, unidas por meio de tubos que formam uma sustentação no formato da letra X. São cadeiras que oferecem diversas opções de montagem, tamanhos, medidas e cores, diferentemente da cadeira manual simples. São mais confortáveis pois contam com almofadas e estofamento incorporados e também mais estáveis. 

Cadeiras de Rodas - Dobráveis em X
Descrição da Imagem #PraCegoVer: Fotografia de cadeira de rodas dobrada em X, nas cores preto e cinza escuro. Fim da descrição | Foto: Reprodução

É recomendada a usuários que são mais dependentes e têm pouca mobilidade nos membros superiores e/ou no tronco. Indicada para pessoas que possuam doenças progressivas em determinados níveis como esclerosa múltipla, distrofias musculares e paraparesia espástica. Indicada também para pessoas com paralisia cerebral nível GMFCS IV, tetraplegias, entre outros acometimentos. 

É um dos modelos com melhor custo benefício. Encontramos modelos de aproximadamente mil reais até cinco mil reais. Podendo se elevar dependendo da especificidade do dispositivo. 

Cadeira de Rodas Monobloco:

São aquelas que tem o fechamento em L, ou seja, o rebatimento do encosto fica sobre o assento quando o acessório é fechado. Entre as principais vantagens desse tipo de cadeira está o peso, que é bastante reduzido, tornando mais fácil a mobilidade independente (dispensando muitas vezes a necessidade de um cuidador consigo). 

Cadeiras de Rodas Monoblco
Descrição da Imagem #PraCegoVer: Fotografia de uma de cadeira de rodas modelo monobloco, nas cores azul, preto e cinza escuro, com encosto dobrável para frente. Fim da descrição | Foto: Reprodução

A cadeira monobloco é escolhida por cadeirantes ativos, com alguma mobilidade de membros superiores. 

“Pessoas que não possuem mobilidade de membros superiores também podem usá-la se for de sua preferência. Nenhum modelo é engessado ao seu diagnóstico” 

Muito popular entre os esportistas e atletas, pois possibilita muito mais agilidade e dinamismo. Também muito popular entre pessoas que utilizam cadeira no ambiente de trabalho, pelo mesmo motivo de dinamismo e otimização de tempo. 

O custo de uma cadeira monobloco é elevado para a maioria das pessoas. Varia entre 3000 a 15000 reais. E podemos encontrar valores acima disso dependendo da especificidade da cadeira. 

Cadeiras de Rodas Motorizadas:

São aquelas que podem ser conduzidas pelo usuário por meio de um joystick (controle). Elas possibilitam uma postura adequada ao mesmo tempo que garantem uma boa mobilidade de forma autônoma. 

O modelo é ideal para pessoas com pouca força muscular nos membros superiores e que inviabilizam o uso ao deslocar a cadeira, ou em doenças com caráter progressivo, em que não podemos atingir o limiar de fadiga muscular. São exemplos as distrofias musculares, esclerose múltipla, esclerose lateral amiotrófica (ELA), amiotrofia muscular espinhal (AME), paralisia cerebral nível GMFCS IV e V, vítimas de AVC com comprometimento extenso, ou qualquer desequilíbrio neuromotor que o impeçam de se locomover. 

Cadeira de Rodas Motorizada
Descrição da Imagem #PraCegoVer: Fotografia de uma cadeira de rodas motorizada, na cor preta e quatro pneus cinza. Fim da descrição | Foto: Reprodução

Infelizmente o custo é alto, por isso poucos têm acesso a esse tipo de dispositivo. É recomendada para grande parte das pessoas, porém uma minoria terá acesso. Uma grande parte das cadeiras motorizadas são adquiridas judicialmente, após comprovação da real necessidade em se buscar autonomia. 

No mercado, entretanto, encontramos valores variando entre sete mil reais e quinze mil reais, ou mais. Podemos encontrar valores abaixo disso para cadeiras mais simples, com comandos simples, voltadas para idosos e públicos com comprometimento motor mais leve. Podemos também encontrar valores acima deste intervalo, novamente, dependendo da especificidade da cadeira. 

Obs.: o termo correto é este. CADEIRA MOTORIZADA. Cadeira elétrica é a que é usada para execução de criminosos em alguns países onde a pena de morte é permitida.

Cadeira com elevação automática 1
Descrição da Imagem #PraCegoVer: Fotografia de uma cadeira de rodas com elevação automática, na cor preta. Ela está com o modo estendido acionado. Fim da descrição | Foto: Reprodução

Cadeiras de Rodas com Elevação Automática:

Popularmente conhecida como “cadeira de rodas que fica em pé”. É perfeita para pessoas que necessitam ainda mais de autonomia no dia a dia. Isso inclui acessar locais mais altos dentro de casa, no ambiente de trabalho ou no ambiente de Ensino. 

Com sua elevação, é possível que o usuário fique em pé na sua própria cadeira. Atualmente, os mais comuns são os modelos que fazem essa elevação automática, mas existem alguns modelos que funcionam de forma manual. Essa opção é ideal para usuários que necessitam de cuidados especiais no que se refere às funções digestivas, circulatória e respiratória. Importante também no auxílio ao ortostatismo, para pessoas que não o conseguem realizar, pensando na descarga de peso em membros inferiores, densidade mineral óssea e co-ativação muscular de musculatura da base. 

Indicada para paraplegias e tetraplegias. Também indicada para paralisia cerebral níveis GMFCS IV e V, mielomeningocele, doenças neuromusculares em estágios mais avançados, e qualquer desordem neuromotora que impossibilitem o indivíduo de realizar ortostatismo. 

Cadeiras de rodas com elevação automática
Descrição da Imagem #PraCegoVer: Três fotografias editadas em uma. Elas mostram os três estágios de elevação de uma cadeira de rodas manual com elevação automática, nas cores branco, vermelho e preto. Fim da descrição | Foto: Reprodução

Assim como a cadeira motorizada, a cadeira de elevação automática tem um custo muito elevado, sendo até superior à mencionada anteriormente. Seu custo varia em torno de dezessete mil reais, podendo ser mais elevado quando consideramos modelos importados com mais opções de comandos, ou dependendo da especificidade da cadeira. Também são adquiriras na grande parte judicialmente. 

Cadeiras de Rodas Reclináveis:

São aquelas que, como o próprio nome sugere, podem reclinar para trás. O que chamamos de Tilt. Elas são recomendadas para as pessoas que necessitam passar muito tempo sentadas, com pouco controle postural, e que desejam adapta-la às necessidades motoras do usuário. 

Esse modelo possibilita a mudança de posição do corpo, mudando os locais de descarga de peso, evitando o surgimento de escaras e outras deformidades. Pessoas com pobre controle cervical também se beneficiam muito desse modelo. 

Cadeiras de rodas reclináveis
Descrição da Imagem #PraCegoVer: Três fotografias editadas em uma, mostrando três níveis de inclinação, de uma cadeira de rodas nas cores preto e vermelho. Fim da descrição | Foto: Reprodução

Muito utilizada por pessoas com paralisia cerebral nível GMFCS V, doenças progressivas em estágios mais avançados, lesões medulares com nível medular alto, onde o controle cervical se encontra comprometido, ou qualquer desordem em que o usuário não consiga se ajustar em sua cadeira. 

Assim como a dobrável em X, ela tem um dos melhores custos benefícios, pensando em todas comorbidades que um mau alinhamento possam acarretar.

 Os valores variam entre três mil reais à oito mil reais. Podendo ser mais elevados. Podemos considerar aqui também os gastos adicionais com acessórios e ajustes que provavelmente deverão ser feitos. 

Cadeira higiênica
Descrição da Imagem #PraCegoVer: Fotografia de uma cadeira de rodas higiênica, para banho, do tipo simples, na cor branca com partes de lona e plástico preto. Fim da descrição | Foto: Reprodução

Cadeira de Rodas Higiênicas:

Comumente chamada de Cadeira de banho, são utilizadas exclusivamente com a finalidade de higienização. Construída com materiais leves, que não enferrujam ao entrarem em contato com a água. 

Esse modelo pode conter um assento que se adapta para uso do vaso sanitário, assim o usuário tem mais facilidade e não fica desconfortável quando precisa fazer suas necessidades fisiológicas. 

Indicada para todos os cadeirantes. Mas como cada indivíduo tem uma necessidade de estabilização específica, as cadeiras de banho também se apresentam em diversos modelos para contemplar todas essas necessidades. Também pode ser adaptado caso o usuário não se adapte a nenhum modelo pré-moldado. 

cadeira de banho higienica aluminio
Descrição da Imagem #PraCegoVer: Fotografia de uma cadeira de rodas higiênica, para banho, em um modelo em alumínio, na cor branca com partes de lona e plástico preto. Esse modelo conta com dois pneus traseiros maiores, e duas rodas frontais pequenas. Fim da descrição | Foto: Reprodução

Além de todos esses modelos descritos acima, também é legal informar aqui que existe um serviço que tem sido essencial para a classe cadeirante. Que é a adaptação de cadeira de rodas. Diante do alto custo em se obter uma cadeira pronta e que muitas vezes não será perfeita para sua necessidade, surgiu o servido de adaptação de cadeiras de rodas. Junto ao profissional que irá realizar essa adaptação, o usuário ou sua família escolhem qual o modelo será o mais indicado, avaliam as necessidades funcionais e biomecânicas do indivíduo, e assim realizam adaptações específicas para que essa cadeira ofereça o maior conforto possível dentro de um melhor alinhamento biomecânico possível. 

Um exemplo. Uma cadeirante que apresente escoliose estruturada rígida, ele precisa que a cadeira de acomode à sua deformidade de coluna, para não lhe causar dores e desestabilização. Ou um usuário que apresente uma dominância muscular em um dos lados do corpo, precisamos que os lados da cadeia sejam adequados de maneira diferentes para atenderem suas necessidades. E assim por diante. Toda especificidade do usuário deve ser considerada e valorizada, e a cadeira deve ser feita para que ele se sinta confortável e dinâmico dentro de seu dispositivo. 

Curiosidade!

Outro ponto legal que gostaria de compartilhar é a adaptação e motorização de carros e cadeirinhas para crianças pequenas. Há estudos nos mostrando que quanto mais precoce as crianças começam a se locomover INDEPENDENTEMENTE, mais os cognitivos dessas crianças se desenvolvem. Informações sensoriais se integram e ela consegue elaborar estratégias de locomoção que exigiram a zona cognitiva do cérebro em desenvolvimento. Diante desta informação surgiu o movimento GO BABY GO, onde adaptamos carros motorizados e pequenas cadeiras motorizadas para crianças com pouca mobilidade e com níveis de funcionalidade GMFCS IV e V, para que desde pequenas aprendam a buscar sua independência e autonomia na locomoção. 

Depois de analisarmos as reais necessidades motoras e posturais de cada indivíduo, precisamos agora analisar as condições em que essa cadeira será usada. Para podermos fazer a melhor escolha possível do seu dispositivo. Em alguns países europeus, os cadeirantes têm acesso a vários modelos de cadeiras, para diferentes necessidades. No nosso país não é bem isso que observamos. Já é difícil muitas vezes adquirir uma cadeira de rodas, então está deve suprir o máximo de necessidades de seu usuário. 

Considerações

Devemos considerar o ambiente onde ela será usada. Se é um ambiente interno ou externo. Se é plano ou tem trajetos com grama ou outros desníveis. Se é no trabalho, o espaço de movimentação disponível neste ambiente. Se há rampas. Se haverá pessoas pra ajudar ou necessitará de independência completa. Se é para prática esportiva também. 

Devemos considerar o transporte desta cadeira em veículos. Se a sua locomoção for veicular não adaptada, precisamos pensar no fechamento da cadeira, no tamanho da cadeira, no desmonte da cadeira, e uma série de informações para que a cadeira possa sempre ser transportada junto ao seu usuário. Se o transporte for público e adaptado, tenho mais opções, mas também preciso pensar se é possível independência em locais públicos com aquele modelo escolhido. Isso também deve ser levado em consideração. 

Cadeiras de Rodas: Guia Prático Simplificado

E por último, a necessidade de acessórios e adaptações. Alguns modelos permitem mais adaptações que outros. Se o indivíduo necessitar de muitos ajustes para se manter alinhado, devemos observar qual cadeira permite tais acréscimos. 

Assim, afirmo aqui que, uma cadeira de rodas não é só uma cadeira de rodas. Ela é uma “parceira” escolhida detalhadamente e carinhosamente para acompanhar nossos cadeirantes por onde for. Para podermos vê-los livres, empondeirados, aventureiros, atletas, profissionais bem sucedidos, autônomos, estudiosos, passeadores, baladeiros e acima de tudo, FELIZES!! 

Carol Nunes

Carol Nunes

Formada em Fisioterapia, Ana Carolina tem especialização Neurofuncional com enfoque Neuropediatrico. É coordenadora do setor Neurofuncional da clínica Fisiocenter, em Itu (SP), onde atende como Fisioterapeuta. No site Jornalista Inclusivo é responsável pelo espaço "Sem Filtro & Com Afeto".

Todos os posts

Um comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Este site usa Cookies

Utilizamos ferramentas e serviços de terceiros que utilizam cookies. Essas ferramentas nos ajudam a oferecer uma melhor experiência de navegação no site. 

Ao clicar no botão “Aceitar” ou continuar a visualizar nosso site, você concorda com o uso de cookies e nossa Política de Privacidade.

Skip to content