fbpx

Abrindo 100 vagas em maio, ACESA Capuava celebra o Dia de Conscientização do Autismo

Ilustração de rosto, com o nome Autismo, ilustrando o artigo “abrindo 100 vagas em maio, ACESA Capuava celebra o Dia da Conscientização do Autismo”.
Descrição da imagem #PraCegoVer: Imagem colorida com sobreposição de texto e logo ilustrando a pauta “Abrindo 100 vagas em maio, ACESA Capuava celebra o Dia da Conscientização do Autismo”. Sobre plano de fundo azul, a ilustração de um rosto estilizado e o nome Autismo, com um coração no lugar da letra “O”. Abaixo, as palavras: “conheça, conviva, compartilhe”. A ilustração é do artista plástico campineiro Rogério Pedro. Ao lado, dentro de um coração na cor branca, a logo da ACESA Capoava. Nas laterais da imagem, em tom azul claro, diversas peças de quebra-cabeça, em alusão ao símbolo de conscientização do espectro. (Imagem: Edição. Créditos: www.acesacapuava.com.br)

Utilize recursos de Acessibilidade Digital da EqualWeb clicando no botão da lateral esquerda. Para tradução em Libras, acione a Hand Talk , no ícone quadrado à direita. Para ouvir o texto com Audima utilize o player de narração abaixo.

Entidade com 20 anos de história e que hoje atende 40 pessoas do espectro autista, a ACESA Capuava abrirá 100 vagas em maio para crianças com autismo na rede de ensino municipal de Valinhos (SP)

Em 2 de abril é celebrado o Dia Mundial de Conscientização do Autismo, data criada em 2007 pela Organização das Nações Unidas (ONU), com o objetivo de disseminar informação e reduzir os estigmas relacionados ao Transtorno do Espectro Autista (TEA). Hoje, a estimativa baseada em uma prevalência do Centro de Controle de Doença e Prevenção (CDC) dos Estados Unidos transposta para o Brasil, é de que o transtorno afeta cerca de 4,8 milhões de brasileiros.

Conteúdo do artigo
    Add a header to begin generating the table of contents

    Boa leitura!

    Entendendo o TEA

    Em detrimento de englobar diferentes graus e manifestações, a principal característica do autismo é a dificuldade de comunicação e de interação social e padrões repetitivos de comportamento. Esses sintomas costumam aparecer nos três primeiros anos de vida, mas também podem passar despercebidos e serem identificados apenas na adolescência ou fase adulta. 

    O que muitos não sabem, é que o TEA não é uma doença e, portanto, não tem cura. Mesmo assim, o diagnóstico precoce é essencial para possibilitar o início de tratamentos multidisciplinares personalizados que proporcionam melhor qualidade de vida para a pessoa com autismo.

    CONTINUA APÓS PUBLICIDADE 

    100 vagas de atendimento educacional especializado

    Em Valinhos, no interior de São Paulo, a ACESA Capuava é responsável por auxiliar pessoas com deficiência intelectual, deficiência múltipla e surdez, juntamente a suas famílias há quase duas décadas. Entidade sem fins lucrativos, atualmente atende 40 pessoas do espectro autista, dentre elas crianças, adolescentes e adultos.

    No mês de maio, em parceria com a Secretaria da Educação de Valinhos, a instituição abrirá mais 100 vagas para crianças do espectro autista inseridas na rede de ensino municipal da cidade, para atendimento educacional especializado.

    Foto de criança brincando com joguinhos e instrutora da ACESA Capuava.
    Descrição da imagem #PraCegoVer: Foto colorida, em ambiente interno, com duas pessoas e sobreposição de logo. À esquerda, está Ana Beatriz, criança de pele branca e cabelos castanhos, presos atrás da cabeça. Está olhando para baixo enquanto brinca. Usa camiseta rosa. À direita, Vanessa Alves, psicopedagoga da ACESA interage com a criança. Ela é branca e tem cabelos castanhos presos atrás da cabeça. Está sentada no chão, usa máscara de proteção e camiseta azul. À frente delas há brinquedos, papeis e giz de cera. No canto esquerdo inferior, sobre um coração branco, a logo da ACESA Capuava. (Foto: Editada. Créditos: Divulgação)

    “Essas novas vagas dão oportunidade para as crianças e famílias que estão na nossa lista de espera. É uma oportunidade para que elas tenham um atendimento multiprofissional, favorecendo a inclusão social e acadêmica”, explica Renata Catusso, psicóloga e coordenadora técnica da ACESA.

    Tratamentos e projetos terapêuticos

    O trabalho da organização envolve um time composto por profissionais especializados nas áreas de Psicologia, Terapia Ocupacional, Serviço Social, Fisioterapia, Fonoaudiologia, Psicopedagogia e Pedagogia, oferecendo tratamentos multidisciplinares. Ainda, a proposta terapêutica da entidade inclui atividades em grupo e individuais e recursos da Comunicação Suplementar e/ou Alternativa (CSA), Hidroterapia, Integração Sensorial, Oficina de Teatro e desenho em tela.

    CONTINUA APÓS PUBLICIDADE 

    Os colaboradores acreditam, também, no ser humano, em suas infinitas possibilidades e em sua capacidade de transformar e transcender toda e qualquer condição de vida. Por isso, são planejados projetos terapêuticos singulares, estudando a melhor abordagem para cada assistido, a qual sempre preza pela socialização do indivíduo. 

    Conscientização e filantropia

    Fernanda Teixeira, presidente da ACESA, conta que o Dia Mundial da Conscientização do Autismo proporciona às pessoas compreender cada vez mais a percepção de mundo dos autistas, que os faz ter comportamentos distintos: “A data tem dois poderes: trazer mais conhecimento na área médica e terapêutica e também trazer mais o olhar da sociedade para o acolhimento do autista”.

    Cerca de 40% do orçamento anual da ACESA depende, única e exclusivamente, de ações sociais, eventos, atividades de arrecadação que são desenvolvidas com a comunidade e sócios contribuintes.

    Através da loja virtual da entidade, a ACESA Capuava Store, é possível adquirir produtos, como camisetas e bolsas em apoio à comunidade autista, cujos valores são revertidos para a manutenção dos projetos sociais da instituição.

    Além disso, a entidade organiza o Bazar D’Ajuda de segunda a sexta-feira, das 11h às 16h, oferecendo roupas, sapatos, materiais escolares e roupas de cama, mesa e banho novos, seminovos e usados. Também, nos dias 29 e 30 de abril ocorrerá a Pizza D’Ajuda, período no qual serão vendidas pizzas feitas artesanalmente para arrecadar recursos.

    SOBRE A ACESA CAPUAVA

    A ACESA CAPUAVA é uma entidade filantrópica de Valinhos (SP), que atende pessoas com transtorno do espectro autista, deficiência intelectual, deficiência múltipla e surdez. Fundada em 2002, atua junto à comunidade carente de toda Região Metropolitana de Campinas e é formada por um grupo de profissionais que se uniu com a missão de prestar um serviço de amor incondicional e de cidadania. Todos seus colaboradores acreditam no ser humano, em suas infinitas possibilidades e em sua capacidade de transformar e transcender toda e qualquer condição de vida.

    LINKS ÚTEIS:
    Compartilhar no whatsapp
    Compartilhar no facebook
    Compartilhar no twitter
    Compartilhar no linkedin
    Compartilhar no telegram
    Compartilhar no email
    Jornalista Inclusivo
    Jornalista Inclusivo

    Da Equipe de Redação

    Todas

    Deixe um comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado.

    Este site usa Cookies

    Utilizamos ferramentas e serviços de terceiros que utilizam cookies. Essas ferramentas nos ajudam a oferecer uma melhor experiência de navegação no site. 

    Ao clicar no botão “Aceitar” ou continuar a visualizar nosso site, você concorda com o uso de cookies e nossa Política de Privacidade.