“Sou a Mãe Dela” é lançado pela Globo Livros

Foto do livro editada para texto Globo lança "Sou a mãe dela"
Descrição da imagem #PraCegoVer: Fotografia da matéria Sou a Mãe Dela é lançado pela Globo Livros. A imagem mostra uma mesa branca, um ramo de flor, e uma mão que segura o livro. Na parte superior da capa aparece o nome da autora Adriana Araújo e o título: Sou a mãe dela. Abaixo está a foto de Adriana, mulher de pele branca e cabelos longos castanhos, com a sua filha, Giovanna, também branca com cabelos mais escuros e mais curtos, acima dos ombros. As duas estão sorrindo, em alguma área externa, sob o sol. Créditos: Divulgação Ed. Globo/ Freepik/ Edição Jornalista Inclusivo

Mãe celebra jornada com filha que tem hemimelia fibular

Em "Sou a Mãe Dela", a Jornalista Adriana Araújo conta a trajetória que enfrenta com a filha, Giovanna, estudante de medicina que possui uma síndrome ortopédica rara e grave

Deficiente. Você faz ideia do que significa para uma mãe ouvir essa palavra? Provavelmente não. Ninguém pensa nisso. Nunca havia pensado até me ver diante das toneladas que dez letras podem pesar.

Ainda na gravidez, Adriana Araújo descobriu que a filha teria uma síndrome ortopédica rara e grave, a hemimelia fibular , uma doença que trouxe Giovanna ao mundo com os ossos da perna e dos pés deformados e apenas dois dedos na mão direita.

De acordo com nota enviada à imprensa, perguntas como “mãe, eu sou deficiente?” e “mãe, se eu rezar muito, Deus vai fazer nascer dedos na minha mão?” eram algumas das quais Adriana escutava da filha. Em 18 anos, Giovanna passou por dez cirurgias para poder andar com as próprias pernas.

Em Sou a Mãe Dela, a jornalista narra a jornada que trilharam juntas, desde batalhas médicas a luta diária pela inclusão:

“A minha menina, com diferenças físicas e plena consciência da sua condição, precisava crescer com autoestima, aprender a se amar e respeitar.  Nos demos as mãos num duelo cotidiano contra rótulos, palavras que machucam, limitam, olhares de piedade e preconceito. Essa era a maior luta a vencer.”

Fotografia de Adriana e Giovanna para o texto Globo Livros lança "Sou a mãe dela"
Descrição da imagem #PraCegoVer: Mãe e filha, Adriana e Giovanna estão sentadas lado a lado. Adriana está com uma das mãos sobre a perna da filha. Veste camiseta branca, calça escura e está sorrindo. Giovanna, com os cabelos mais compridos que na descrição anterior, veste blusinha verde e calça jeans. Atrás delas há uma janela aberta. Créditos: Victor Affaro

Nesta obra, a jornalista narra de forma forte e comovente sobre culpas, dores, fraquezas, medos e, ao mesmo tempo, fala do caminho que ela e a filha encontraram para seguir sem vitimização.

Em um momento em que é necessário dizer sim à vida e à ciência, Sou a mãe dela traz textos que Adriana produziu nos últimos quatro anos como um gesto de gratidão à família e aos médicos que cuidaram de Giovanna. Este livro é uma declaração de amor de uma mãe à filha que a fez enxergar que a verdadeira beleza da vida está nas cicatrizes e não na perfeição.

SOBRE A AUTORA:

Adriana Araújo é, antes de tudo, mãe da Giovanna. Mineira de Itabirito, formada pela PUC-MG, a jornalista atua há 26 anos em TV como repórter e apresentadora. Lança o primeiro livro para celebrar uma jornada de amor e gratidão.

Título: “Sou a mãe dela”

Autora: Adriana Araújo | Páginas: 328 | Formato: 14X21cm

ISBN: 9786586047226 | Preço: R$ 44,90

Confira na Amazon.com.br, digitando este link: bit.ly/SouAMaeDela-Amazon

Com informações da assessoria de imprensa Globo Livros.
Rafael F. Carpi
Rafael F. Carpi

Jornalista, editor nas iniciativas Jornalista Inclusivo e PCD Dataverso. Formado em Comunicação Social em 2006, foi repórter, assessor de imprensa, executivo de contas e fotógrafo. É consultor em acessibilidade e inclusão, ativista dedicado aos direitos da pessoa com deficiência e redator na equipe Dando Flor.

LinkedIn

Deixe um comentário