Estrelas do tênis em cadeira de rodas se reúnem no inédito Rio Open 2024

Daniel Rodrigues, atleta que estará entre as estrelas do tênis em cadeira de rodas no Rio Open 2024, em ação durante uma partida.
Daniel Rodrigues, brasileiro de 37 anos e ex-número 11 do circuito mundial, estará entre a elite do tênis em cadeira de rodas no Rio Open 2024. (Foto: Reprodução / CPB)

O Rio Open 2024 marca um momento histórico com a estreia de competição mundial de cadeirantes na 10ª edição do maior evento Sul-Americano de tênis.

Em fevereiro, durante a 10ª edição do Rio Open, ocorrerá pela primeira vez o torneio Wheelchair Tennis Elite, que reunirá atletas da elite mundial do tênis em cadeira de rodas. O evento acontecerá de 22 a 24 de fevereiro, no Jockey Club Brasileiro, como parte da programação do evento principal.

Publicidade

Acessibilidade dentro e fora das quadras

O Rio Open anuncia uma experiência acessível, seguindo as normas e padrões estabelecidos para facilitar a circulação e acomodação de pessoas com deficiência. Para garantir a acessibilidade, a organização contratou o consultor Thiago Amaral, que trabalha com acessibilidade em grandes eventos como o Rock in Rio. Com acesso para cadeirantes em todas as áreas do evento, o trajeto do público será acessível com sinalização indicativa.

Além disso, os bares e concessionárias da área Leblon Boulevard terão balcões rebaixados para facilitar o acesso. O evento também contará com mesas de uso prioritário para PCDs, pias e bebedouros adaptados, e banheiros acessíveis. Para melhorar a experiência de visualização, haverá áreas de acessibilidade exclusivas nas quadras 1, 2 e central. Essas medidas garantem que o Rio Open 2024 seja um evento verdadeiramente inclusivo.

Conheça as estrelas do tênis em cadeira de rodas

O Wheelchair Tennis Elite reunirá atletas do Brasil, Japão e Grã-Bretanha, que fazem parte da elite mundial da modalidade. Estarão presentes na competição o brasileiro Daniel Rodrigues, o japonês Shingo Kunieda, e os britânicos Alfie Hewett e Gordon Reid, que acabaram de conquistar o título de duplas do Australian Open.

Entre os melhores tenistas em cadeira de rodas da história, Shingo Kunieda fará sua primeira partida desde sua aposentadoria no início da última temporada. Ele conta com 50 títulos de Grand Slam, 4 medalhas de ouro paralímpicas, 4 Masters e 117 títulos em seu currículo. Kunieda foi reconhecido como o melhor jogador do circuito por 10 temporadas pela ITF – Federação Internacional de Tênis .

O japonês Shingo Kunieda, jogador de tênis em cadeira de rodas na quadra.
Descrição alternativa: A imagem mostra Shingo Kunieda, jogador de tênis em cadeira de rodas jogando em uma quadra de saibro. O jogador está usando roupas esportivas e segurando uma raquete, esticando-se para acertar a bola, que está no ar, à esquerda do jogador. O fundo da imagem é ocupado pela superfície alaranjada da quadra, com marcas visíveis dos movimentos dos jogadores. (Foto: Ryan Pierse)

Publicidade

“Estou animado para competir no Wheelchair Tennis Elite. Mesmo aposentado do circuito da ITF, estou extremamente honrado em receber o convite e muito animado em jogar no Rio de Janeiro pela primeira vez desde os Jogos Paralímpicos de 2016. Continuo comprometido em elevar o tênis em cadeira de rodas em nível mundial, então ter esta competição dentro de um torneio ATP é muito especial para nós. Estou muito animado para estar com todos vocês muito em breve”, disse o multicampeão.

Alfie Hewett, um britânico de 26 anos, é atualmente o segundo melhor jogador de tênis em cadeira de rodas em simples e o primeiro em duplas. Ele encerrou 2023 como o número 1 pela primeira vez em sua carreira, um feito reconhecido pela ITF. Hewett tem uma carreira profissional com mais de 100 títulos, incluindo 27 Grand Slams em simples e duplas, três medalhas em Jogos Paralímpicos e seis títulos de Masters.

Gordon Reid, que atualmente divide o posto de número 1 do mundo nas duplas com Hewett, também possui um currículo impressionante. Ele conquistou mais de 100 títulos e já foi o número 1 do mundo em simples. Reid tem como sua maior especialidade o circuito de duplas, onde conquistou 23 de seus 25 títulos de Grand Slams.

Ao lado de Hewett, Reid conquistou 44 títulos no circuito de duplas, incluindo 19 Grand Slams. Eles também completaram o chamado “calendar Slam”, conquistando todos os títulos de Grand Slam da temporada de 2021. Reid, que já é familiar com o Rio de Janeiro, conquistou sua medalha de ouro nos Jogos Paralímpicos de 2016.

Publicidade

Para completar o grande line-up, o Wheelchair Tennis Elite contará com a participação do brasileiro Daniel Rodrigues para representar o país anfitrião. Rodrigues, um jogador experiente de 37 anos e ex-número 11 do circuito mundial, tem medalhas em Jogos Parapan-Americanos e é conhecido por seu estilo de jogo físico e cativante.

Um palco acessível para o esporte

“Estamos orgulhosos e animados em poder ver de perto os melhores tenistas em cadeira de rodas nas quadras de saibro do Jockey Club Brasileiro. Serão três dias de grandes jogos e diversas ações que oferecerão uma experiência única com esses super atletas,” disse Luiz Carvalho, Diretor do Rio Open.

Os jogos do torneio Wheelchair Tennis Elite ocorrerão nos dias 22, 23 e 24 de fevereiro no Jockey Club Brasileiro. No dia 22, as semifinais serão disputadas pelos quatro tenistas da competição em cadeira de rodas, com os confrontos ainda a serem definidos. A final de simples está programada para o dia 23, enquanto a final de duplas acontecerá no dia 24.

“Além de reunirmos todos os anos os melhores tenistas do mundo no Rio Open, agora também contaremos com a elite do tênis em cadeira de rodas no Wheelchair Tennis Elite. Esta é mais uma das atrações especiais que preparamos para esta edição histórica de 10 anos do Rio Open. Por meio deste torneio especial, também trazemos para o evento de uma maneira mais forte questões como acessibilidade e inclusão (…), e queremos ser um exemplo positivo neste sentido também”, disse Marcia Casz, diretora geral do Rio Open.

Patrocinadora comprometida com a inclusão

Este ano, em comemoração aos 10 anos, a ALLOS – uma plataforma de serviços, entretenimento, lifestyle e compras da América Latina – estreia como patrocinadora do Wheelchair, reforçando seu compromisso com acessibilidade e inclusão.

“O esporte tem o poder de transformar vidas, um valor fundamental para nós. Como plataforma que recebe 60 milhões de pessoas por mês, vemos o esporte como um canal de conscientização. O Shopping Leblon apoia o Rio Open há 10 anos e a ALLOS fortalece essa parceria patrocinando o torneio Wheelchair Tennis Elite. Nosso objetivo é ampliar a acessibilidade em nossos shoppings até 2030. Como cadeirante, entendo os desafios e vejo o esporte como uma ferramenta de superação”, afirma Rafael Sales, CEO da ALLOS, que é também ex-praticante de jiu-jitsu e amante dos esportes.

exposicao rio open shopping leblon Estrelas do tênis em cadeira de rodas se reúnem no inédito Rio Open 2024
Descrição alternativa: A imagem mostra uma grande bola de tênis amarela colocada sobre um pedestal branco. A bola está autografada com várias assinaturas em exibição do Rio Open. Ao lado da bola, há um chapéu branco estiloso colocado em um suporte preto, dentro de uma sala com piso que imita uma quadra de tênis. (Foto: Divulgação)

Para conectar o público da cidade ao evento, o Shopping Leblon recebe a exposição Rio Open entre os dias 20 de janeiro e 04 de fevereiro. Na mostra gratuita, localizada no piso L1, será possível conhecer curiosidades e ver itens de tenistas campeões, como a Moeda do Coin Toss de Rafael Nadal, a bola da final de Dominc Thiem, a munhequeira da final de Christian Garin e o tênis e a camisa da final do Cameron Norrie. Há também uma área sensorial com mãos de jogadores, entre outras atrações.

Publicidade

Jornalista Inclusivo
Jornalista Inclusivo

Da Equipe de Redação

Deixe um comentário