Artista plástico com T21 promove exposição inclusiva no Distrito Federal

Artista plástico com T21, Lucio Piantino está de costas e pendura seu autorretrato, em parede clara. Usa camiseta e boné pretos.

Lucio Piantino estreia sua exposição inclusiva em dezembro, com acessibilidade e visitas guiadas para pessoas com deficiência auditiva ou visual; a entrada é gratuita

Ao completar 14 anos de carreira artística, Lucio Piantino promove sua próxima exposição intitulada “Minha Outra Metade”. Com lançamento para o dia 7 de dezembro na Praça Central do Espaço Cultural Renato Russo, a mostra é o mais novo projeto do artista plástico brasiliense, que tem T21 – Trissomia do Cromossomo 21 (síndrome de Down).

Conteúdo do artigo
    Add a header to begin generating the table of contents
    Scroll to Top

    Boa leitura!

    “Minha Outra Metade”

    Com a exposição de 27 telas, sendo 14 selecionadas entre o acervo do artista e 13 inéditas, Lucio reforça mais uma vez que a condição genética é apenas mais uma de suas características. O público tem até o dia 8 de janeiro (sempre de terça a domingo, das 10h às 20h) para conferir o trabalho do artista.

    Na mostra “Minha Outra Metade”, Lucio Piantino traz uma variedade de telas que contam um pouco de sua trajetória. Lucio existe como artista, como pessoa social e culturalmente ativa, se destacando em meio a muitos artistas convencionais. Além de vários projetos realizados no Brasil, aos 19 anos realizou sua primeira exposição internacional na Itália dividindo espaço com grandes mestres italianos de todos os tempos em um importante museu.

    Neste projeto tão especial para o artista, Lucio apresenta com maturidade, coragem e determinação o que é possível fazer quando as oportunidades são apresentadas para o desenvolvimento de suas potencialidades. Com apoio de sua família, o artista entendeu desde cedo que o céu não é o limite, e que todo trabalho feito com carinho constrói e mobiliza mudanças. Com este objetivo, ele vem fazendo a diferença através de sua arte, e, convida a todos que ainda acreditam que pessoas com deficiência são limitadas, a repensarem seus conceitos.

    Artista plástico com T21

    Durante os primeiros anos como artista, Piantino pintava com tintas, ferramentas e elementos que lhe eram familiares dentro da sua convivência com outros artistas plásticos. Pintou usando pigmentos orgânicos, tinta acrílica ou vinílica, passou pelo esmalte, carvão, óxido e, finalmente encontrou a sua identidade enquanto artista do seu tempo, e, de uns anos para cá, o spray está sendo o elemento principal da sua obra.

    Como tudo na arte é questão de perspectiva, o artista destaca mais uma vez que o espaço cultural é lugar de todos. 

    “Acho ótimo mostrar o trabalho de toda a minha carreira nessa exposição, metade da minha vida é dedicada à arte”, comenta Lucio.
    Artista plástico com T21, Lucio Piantino está sentado com o queixo apoiado na mão direita e sorrindo. À sua frente segura o autorretrato. Dos lados há outras várias telas.
    Foto: Yasmin Velloso - Contém texto alternativo

    A exposição inclusiva

    Curadora da exposição e mãe do artista, Lurdinha Danezy explica que dar voz à arte inclusiva é o seu maior objetivo nos últimos 20 anos.

    “Lucio é um diferencial em Brasília, foi o primeiro artista com síndrome de Down a ter evidência na capital. Ele não se destaca somente em projetos feitos pelo Fundo de Apoio à Cultura (FAC), ele já realizou também grandes projetos para variadas instituições e também galerias particulares. Então, o fato dele ser reconhecido provoca um olhar diferenciado às pessoas com deficiência e o papel dele nisso tudo encoraja outras pessoas que também discriminadas a não se resignarem”, conta.

    A exposição contará com atendimento focado na acessibilidade, e disponibilizará visitas guiadas para pessoas com deficiência auditiva ou visual. Para aqueles que precisarem deste atendimento, é necessário agendamento pelo telefone (61) 99931-7100.

    Serviço

    Exposição “Minha Outra Metade” – Lucio Piantino

    > Curadoria: Lurdinha Danezy

    > Data: 7 de dezembro de 2022

    > Local: Espaço Cultural Renato Russo

    > Endereço: Asa Sul Comércio Residencial Sul 508 Bloco A – Asa Sul, Brasília/DF

    > Valor: Entrada gratuita

    > Informações: https://linktr.ee/institutojanelasdaarte