fbpx

Especial Tóquio 2020: O turismo acessível japonês

Ilustrando o texto “Turismo Acessível Japonês” arte editada com três fotografias de pessoas em cadeiras de rodas, em pontos turísticos no Japão.
Descrição da imagem #PraCegoVer: Ilustrando o texto sobre o “Turismo Acessível Japonês”, arte editada com três fotografias. A primeira mostra um cadeirante, de costas, trafegando pelo famoso caminho no “Fushimi Inari Taisha” – o templo central de Inari Ōkami, localizado em Fushimi, Quioto, no Japão. Na fotografia central está uma pessoa em cadeira de rodas na plataforma de metrô, mostrando a acessibilidade no transporte público do Japão. A pessoa está de costas, prestes a embarcar no trem, sob os olhos do funcionário responsável pela assistência nos embarques. A última foto mostra uma pessoa em cadeira de rodas, em frente ao Castelo de Himeji, no topo de uma colina da cidade de Himeji, localizada na região Kansai, da ilha de Honshu. Créditos: JNTO Brazil | Shutterstock/TNShutter | Edição JI

Utilize os recursos de Acessibilidade Digital da EqualWeb clicando no botão redondo flutuante, na lateral esquerda. Para a tradução em Libras, acione a Maya, tradutora virtual da Hand Talk , no ícone quadrado à direita. Para ouvir o texto com Audima utilize o player de narração abaixo.

Japão tem infraestrutura para que todos turistas desfrutem do país sede da Paralimpíada 2020

País trabalha para que todos se sintam bem-vindos e possam desfrutar das atrações com a facilidade e segurança do turismo acessível japonês

O Japão é um destino muito rico em atrações turísticas. Sua história, tradição e modernidade atraem visitantes do mundo todo. Hoje, graças aos esforços conjuntos do governo, autoridades locais e organizações sem fins lucrativos e aos investimentos em infraestrutura, o país se destaca como um destino que proporciona acessibilidade para todos

CONTINUA APÓS PUBLICIDADE 

A Organização Nacional do Turismo Japonês (JNTO) se une aos esforços e contribui com a divulgação de informações e o posicionamento do país como destino turístico seguro e preparado para receber turistas com deficiência, idosos e famílias com crianças pequenas.

A trajetória para esta realização teve início em 2006, quando a Nova Lei Livre de Barreiras (New Barrier-Free Law) foi promulgada com o objetivo de tornar edifícios, transportes e o ambiente em geral mais acessíveis para idosos e pessoas com deficiência. Em 2016, o Plano de Ação do Design Universal 2020 (Universal Design 2020 Action Plan) foi aprovado e colocado em prática para tornar o Japão mais inclusivo e um lugar melhor para viver e visitar para que todos sejam bem-vindos ao Japão.

Fotografia em área externa, mostrando pessoas diversas e, ao fundo, a Tokyo Sky Tree.
Descrição da imagem #PraCegoVer: Fotografia em área externa, mostrando pessoas diversas e, ao fundo, a Tokyo Sky Tree - torre de radiodifusão em Sumida, Tóquio, no Japão – com 634 metros de altura. Os turistas estão admirando o desabrochar das famosas “sakuras” (ou flores de cerejeira), um dos símbolos do país, durante a primavera. Créditos: ©Tokyo Convention & Visitors Bureau (TCVB)

Informação e serviços

Entre as medidas, está a democratização do acesso à informação. Hoje, os principais destinos japoneses estão desenvolvendo sites em inglês, com informações gerais sobre acessibilidade, além de dicas sobre acomodação, atrações, restaurantes e etc. Além disso, há a melhoria nos serviços dos pontos turísticos, com placas em braile, aluguel de cadeiras de rodas e equipes treinadas para atender a todos.  

Pelo país, há também banheiros acessíveis para atender pessoas com deficiência, pessoas com dificuldade de locomoção, mulheres grávidas, pessoas com bebês e idosos. Os banheiros polivalentes, como são chamados, possuem sanitários e lavabos acessíveis, corrimão, bancada para troca de roupas e fraldas, banheiro especial para estomizados, entre outros. 

Banheiros públicos acessíveis no Japão.
Descrição da imagem #PraCegoVer: Fotografia em área interna, mostrando um banheiro público acessível em Tóquio. Espaçoso e com diversos itens, os banheiros têm barras de apoio, pias em alturas diferenciadas e vaso sanitário acessível, entre outros. Créditos: @AccessibleTourismTokyo

Transporte acessível

A acessibilidade no transporte público no Japão também é uma realidade. A maioria das estações de trem no Japão não têm barreiras, possuem elevadores, escadas rolantes e equipe preparada para auxiliar. Os visitantes com deficiências, que optam pela rede ferroviária, como a JR Rail Pass, adquirindo o passe conseguem viajar com tranquilidade e segurança, tanto na classe A quanto na B. O JR Rail Pass é um passe de trem disponível aos turistas estrangeiros, vendido pelo Japan Railways Group fora do Japão, que é válido para viagens em todas as principais formas de transporte fornecidas pelo JR Group. Além disso, os ônibus também possuem equipamentos para garantir o acesso ao transporte.

Pessoa em cadeira de rodas acessando o transporte público japonês.
Descrição da imagem #PraCegoVer: Fotografia em estação de metrô, mostrando o acesso de pessoas em cadeiras de rodas. Na imagem, um cadeirante está sobre a faixa de piso tátil utilizada por pessoas cegas, prestes a embarcar no vagão, através de uma pequena rampa de metal. O acesso móvel é fornecido por profissionais treinados para atender o público PcD. Créditos: Shutterstock/H22CNE

A quantidade de táxis adaptados também tem aumentado no país. Apenas nas ruas de Tóquio, atualmente mais de 10% da frota são JPN Taxis, vans com portas automáticas, rampas e assentos móveis. Além disso, as ruas também estão preparadas para aqueles que gostam de explorar e preferem se locomover sem transporte público. As calçadas são lisas, possuem piso tátil e os semáforos têm alerta sonoro para travessia.

CONTINUA APÓS PUBLICIDADE 

Hospedagem

Em relação à hospedagem, por determinação de lei, a partir de setembro de 2019, os novos hotéis com mais de 50 quartos devem ter infraestrutura para acomodar com conforto e segurança cadeirantes, com quartos adaptados, rampas e elevadores. Porém, além de grandes estabelecimentos, há hotéis menores e pousadas ryokan que também estão preparados para receber a todos. Alguns locais, inclusive, oferecem assistência para banho.

Accessible Tourism Tokyo hoteis com quartos acessiveis em Toquio Jornalista Inclusivo
Descrição da imagem #PraCegoVer: Fotografia em área interna, mostra uma das acomodações acessíveis de hotéis e pousadas japonesas. Na imagem, um quarto espaçoso e bem iluminado, com duas camas, porta e corredor largos, com corrimão. Uma cadeira de rodas sugere acessibilidade a pessoas cadeirantes. Créditos: @AccessibleTourismTokyo

Para quem pretende relaxar em uma fonte termal, muitos hotéis que oferecem esta atividade têm banheiros com corrimãos e piso antiderrapante. Famílias e casais também podem reservar quartos com banheiros privativos ao ar livre ou alugar os banheiros do hotel por um dia. 

Destinos acessíveis

São muitos os destinos e atrações acessíveis. Vários museus e galerias no Japão são livres de barreiras, têm banheiros para cadeirantes e sites multilíngues que fornecem informações detalhadas sobre acessibilidade. Locais como esses, que são administrados pelo governo, oferecem entrada gratuita para pessoas com deficiência e um acompanhante. 

Os santuários e os templos possuem muitas escadas, mas uma grande quantidade já tem passagens e rampas para cadeirantes. Os parques de diversões também oferecem muitos serviços convenientes para famílias com crianças pequenas, bem como para pessoas com deficiência. 

Homem em cadeira de rodas e uma mulher. Descrição detalhada na legenda, abaixo.
Descrição da imagem #PraCegoVer: Fotografia em área externa, com duas pessoas. À esquerda, um homem de pele branca, cabelos cacheados pretos, barba e bigode, em cadeira de rodas, com um livro na mão. Ao seu lado, uma mulher oriental, de pele branca e cabelos longos castanhos. Ambos usam casaco e estão olhando para frente, no mesmo ponto. Créditos: @AccessibleTourismTokyo

Para inspirar uma futura viagem, a JNTO dá dicas de alguns destinos que valem a pena serem explorados. Confira:

Tóquio

Uma das principais portas de entrada do Japão, a capital se destaca no quesito acessibilidade. A cidade oferece 30 opções de rotas acessíveis que conectam pontos turísticos. É possível conhecer a Baía de Tóquio, o distrito de Asakusa e o Templo Sensoji, a Tokyo Tower, o Santuário Atago-jinja, o Museu de Ciência, a Tokyo Skytree, o bairro Akihabara onde a cultura pop japonesa e lojas de eletrônicos se concentram, parques e jardins japoneses, entre outras muitas atrações.

Tóquio possui um site em inglês dedicado ao turismo acessível: https://www.sangyo-rodo.metro.tokyo.lg.jp/tourism/accessible-tourism-tokyo/en/

Mais informações sobre as atrações de Tóquio no link: https://www.japan.travel/pt/destinations/kanto/tokyo/

CONTINUA APÓS PUBLICIDADE 

Hiroshima

A capital da província de mesmo nome é muito conhecida por sua história na Segunda Guerra Mundial, e por ter sido alvo de uma bomba nuclear. Hoje, a cidade reconstruída e seu entorno oferecem muitos atrativos acessíveis a todos, como o Memorial da Paz de Hiroshima e Miyajima, uma ilha localizada a uma hora da capital que é patrimônio mundial da UNESCO e famosa pelo portão Torii gigante do Santuário Itsukushima, que parece flutuar na água na maré alta. As atrações possuem estrutura adequada para receber turistas com deficiência.

Mais informações sobre Hiroshima no link: https://www.japan.travel/pt/destinations/chugoku/hiroshima/

Fotografia em área externa, mostrando o Memorial da Paz de Hiroshima, chamado Cúpula Genbaku.
Descrição da imagem #PraCegoVer: Fotografia em área externa, mostrando o Memorial da Paz de Hiroshima, chamado Cúpula Genbaku ou Cúpula da Bomba Atômica pelos japoneses, localizado em Hiroshima, Japão. A imagem mostra um ferry boat, ou balsa, que faz o trajeto pelos canais do rio Ota. Créditos: ©Hiroshima Convention & Visitors Bureau (HCVB)

Okinawa

Conhecida como o Caribe do Japão, o arquipélago com clima subtropical possui diversas atividades e praias paradisíacas que recebem bem os turistas com deficiência com fácil acesso, rampas e instalações adequadas para todos. Como destaque estão as praias de Sukuchi (na Ilha de Ishigashi) e Bibi (na ilha de Itoman). Além disso, os resorts também estão preparados para receber a todos. Na província de Okinawa o Centro de Informações Turísticas para idosos e pessoas com deficiência tem em seu site Accessible Okinawa (http://barifuri-okinawa.org/bfn/accessible_okinawa/okinawa_culture_and_history_list.html ) informações sobre as diversas atrações de suas ilhas. 

Mais informações sobre Okinawa: https://www.japan.travel/pt/destinations/okinawa/okinawa/

Informações sobre viagens

Devido à pandemia, as restrições de viagem estão mudando continuamente e se adaptarão conforme a situação evolui globalmente. A JNTO recomenda visitar seu site para obter as últimas notícias sobre o Japão e as restrições de viagens relacionadas à Covid-19. Acesse: https://www.japan.travel/en/coronavirus/

Fotografia noturna, em área externa, mostrando o famoso Santuário de Itsukushima em Miyajima, perto da cidade de Hatsukaichi, na província de Hiroshima, no Japão.
Descrição da imagem #PraCegoVer: Fotografia noturna, em área externa, mostrando o famoso Santuário de Itsukushima em Miyajima, perto da cidade de Hatsukaichi, na província de Hiroshima, no Japão. O santuário é conhecido mundialmente por seu icônico portal “Torii Flutuante”, construído sobre as águas do Mar. Créditos: Jeff Krause

SOBRE A JNTO

A Organização Nacional do Turismo Japonês (JNTO) é um órgão governamental japonês com escritórios em 22 cidades ao redor do mundo. A organização está envolvida em uma ampla variedade de atividades para incentivar turistas internacionais de todo o mundo a visitar o Japão. A JNTO presta consultoria em vendas de pacotes turísticos, sugestões e assistência na criação de itinerários para o Japão, e incentiva associações acadêmicas e industriais a realizar congressos no Japão, além de promovê-lo para as pessoas interessadas. Além disso, publica regularmente estatísticas de turismo e relatórios de mercado.

LINKS ÚTEIS:

Mais informações sobre acessibilidade no Japão

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no tumblr
Compartilhar no telegram
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email
Rafael Ferraz Carpi

Rafael Ferraz Carpi

Rafael Ferraz Carpi - Founder & Publisher (MTB: 0089466/SP). Jornalista formado em Comunicação Social (2006), Rafael assina como Editor responsável pelo conteúdo, edição geral e publicações. Autor do projeto Jornalista Inclusivo (JI) nas redes sociais e na Web, foi repórter em jornais impressos e em rádio AM, fotógrafo em navios internacionais de cruzeiro e assessor de imprensa. Ativista social, é criador de conteúdo digital acessível, redator web, e estrategista de marketing digital em mídias sociais.

Todos os posts

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Este site usa Cookies

Utilizamos ferramentas e serviços de terceiros que utilizam cookies. Essas ferramentas nos ajudam a oferecer uma melhor experiência de navegação no site. 

Ao clicar no botão “Aceitar” ou continuar a visualizar nosso site, você concorda com o uso de cookies e nossa Política de Privacidade.