Multiplano: Matemática para cegos

Duas pessoas utilizando o Multiplano, ferramenta pedagógica de matemática para cegos, em sala de aula. À esquerda, mulher branca com cabelos presos em coque está olhando para o lado. À direita, jovem rapaz de pele parda e cabelos pretos está manuseando a ferramenta pedagógica em cima de uma mesa. Atrás deles, uma lousa de sala de aula.
Descrição da imagem #PraCegoVer: Fotografia colorida em área interna com duas pessoas utilizando o Multiplano, ferramenta pedagógica de matemática para cegos. À esquerda, mulher branca com cabelos presos em coque está olhando para o lado. À direita, jovem rapaz de pele parda e cabelos pretos está manuseando a ferramenta pedagógica em cima de uma mesa. Atrás deles, uma lousa de sala de aula. Créditos: Divulgação

Professor desenvolve solução de estudo para pessoas cegas e com deficiência visual

Há 21 anos a ferramenta pedagógica vencedora no Prêmio Fundação Banco do Brasil de Tecnologia Social em 2003, possibilita estudos de ciências exatas;
As inscrições da edição 2021 seguem abertas até 28/05

A criatividade de um professor e o empenho de um aluno cego para aprender disciplinas exatas resultou na metodologia Multiplano: Matemática para pessoas com deficiência visual . No ano 2000, uma pessoa com deficiência visual de Cascavel (PR), decidiu cursar Ciência da Computação, e diante de seu desafio tinha a disciplina de Cálculo Diferencial e Integral, uma das matérias mais temidas por estudantes de cursos superiores que envolvem exatas.

Publicidade

Para que o aluno Ivã de Pádua pudesse participar de forma igualitária das aulas, o professor Rubens Ferronato desenvolveu a solução: uma placa perfurada de 21 furos por 26 distribuídos em linhas e colunas perpendiculares, rebites, elásticos, raios de bicicleta, pinos plásticos de sustentação de prateleiras e espaçadores de azulejos. A adaptação foi rápida e aceita de imediato por toda a turma, que adotou o novo recurso e o incluiu nos estudos.

A ferramenta pedagógica Multiplano proporciona a comunicação entre professor e estudante, permite que as figuras desenhadas no quadro sejam reproduzidas na placa, onde o aluno cego pode fazer a leitura tátil e suas abstrações. Além dos desenhos, também é possível realizar outras atividades que dependem de variações como: pesquisas, gráficos e trigonometria.

Professor Rubens Ferronato, desenvolvedor do Multiplano, à esquerda. Homem branco de cabelos grisalhos, usa camisa, e apresenta a ferramenta a uma mulher. Ela está à direita, manuseando o Multiplano, em cima de uma mesa. Tem pele branca, cabelos pretos presos e usa camiseta regata.
Descrição da imagem #PraCegoVer: Fotografia colorida em ambiente interno com o professor Rubens Ferronato, desenvolvedor do Multiplano, à esquerda. Ele é um homem branco de cabelos grisalhos, usa camisa, e está apresentando a ferramenta a uma mulher. Ela está à direita, manuseando o Multiplano, em cima de uma mesa. Tem pele branca, cabelos pretos presos e usa camiseta regata. Atrás há uma janela e estante com livros. Créditos: Divulgação

“O Multiplano concretiza a busca na efetivação de um ideal – ajudar na equiparação de oportunidades numa sociedade sem preconceitos nem discriminações, amenizando possíveis injustiças sociais”, destaca Rubens Ferronato, professor pesquisador do Multiplano e Código Universal de Cores.

Inicialmente as aulas e pesquisas foram realizadas com oito estudantes cegos. E após 21 anos de implementação, a metodologia celebra seu sucesso possibilitando novas oportunidades a pessoas com deficiência visual. Atualmente, mais de 1 mil escolas possuem a ferramenta disponível em seu acervo de materiais pedagógicos, soma 82 cursos ministrados, mais de 3.500 professores capacitados, além da aquisição por pais e educadores para atendimento aos filhos e alunos.

À esquerda, mulher branca de cabelos pretos presos e blusa vermelha está tateando a ferramenta em cima de uma mesa. Ao seu lado, outra pessoa está manuseando o Multiplano com auxilio de uma professora que segura e posiciona sua mão. Sobre a mesa há varias peças coloridas utilizadas na ferramenta.
Descrição da imagem #PraCegoVer: Fotografia colorida em ambiente interno com três pessoas. À esquerda, mulher branca de cabelos pretos presos e blusa vermelha está tateando a ferramenta em cima de uma mesa. Ao seu lado, outra pessoa está manuseando o Multiplano com auxilio de uma professora que segura e posiciona sua mão. Sobre a mesa há varias peças coloridas utilizadas na ferramenta. Atrás delas, outras mesas e carteiras vazias de sala de aula. Créditos: Divulgação

O Multiplano é aplicado em todos os estados brasileiros e também no exterior, a exemplo de países como a Angola, Argentina, Colômbia, Espanha, Itália e Portugal. A tecnologia também conta com produções científicas, artigos, dissertações, teses e vídeoaulas, que estão disponíveis gratuitamente no site Multiplano (multiplano.com.br/ ).

Multiplano: Vencedor do Prêmio Fundação Banco do Brasil

Em 2003, a metodologia foi vencedora no Prêmio Fundação Banco do Brasil de Tecnologia Social na categoria Educação. “A certificação fez toda diferença, o Multiplano ganhou visibilidade e popularidade após esta conquista. No decorrer desses 18 anos pós-prêmio, nossa metodologia foi aplicada em sala de aula praticamente em todos os níveis de ensino: infantil, educação de jovens e adultos, ensino fundamental, médio e superior. Sempre com grande aceitação”, recorda Rubens.

Publicidade

Atualmente – por exigência dos órgãos de segurança – o equipamento é produzido em material plástico, dentro das diretrizes da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT). E disponibilizado para aquisição de secretarias estaduais, municipais, escolas, professores e estudantes.

Prêmio Fundação Banco do Brasil de Tecnologia Social 2021

Estão abertas as inscrições para o Prêmio Fundação Banco do Brasil de Tecnologia Social 2021. As instituições interessadas têm até o dia 28 de maio de 2021 para se cadastrar, exclusivamente pelo site transforma.fbb.org.br/premios/ .

Os resultados de cada etapa do Prêmio – certificadas e finalistas – serão divulgados no portal de notícias da Fundação BB e na Plataforma Transforma! Podem participar entidades sem fins lucrativos, como instituições de ensino e de pesquisa, fundações, cooperativas, organizações da sociedade civil e órgãos governamentais de direito público ou privado, legalmente constituídas no Brasil.

Premio Fundacao BB Tecnologia Social 2021
Descrição da imagem #PraCegoVer: Banner quadrado em fundo amarelo com logotipo da plataforma Transforma e texto azul, dizendo: Prêmio Fundação Banco do Brasil de Tecnologia Social 2021. No canto direito inferior, logotipo do Banco do Brasil. Créditos: Divulgação

Sobre a Fundação Banco do Brasil

Em 35 anos de atuação, a Fundação Banco do Brasil investe em projetos estruturados de Educação para o Futuro, Meio Ambiente e Renda, Ajuda Humanitária, Voluntariado e Tecnologia Social. A Fundação BB fomenta e multiplica soluções para a transformação socioambiental do país por meio das melhores práticas de governança e integridade e da mobilização de recursos de novas parcerias com investidores sociais. De 2010 a 2020 foram destinados mais de R$ 3,1 bilhões em recursos, aplicados em mais de 6 mil projetos, programas e ações com a participação de 5,6 milhões de pessoas em cerca de 2,2 mil municípios brasileiros.

LINKS ÚTEIS:

Multiplano

Fundação Banco do Brasil

Deixe um comentário