Livros em Braille Infantis: Lista com 10 sugestões disponíveis online

Duas pessoas dentro de livraria, ilustrando a lista de livros em Braille infantis.
Descrição da imagem #PraCegoVer: Foto colorida de duas pessoas dentro de livraria, ilustrando a lista de livros em Braille infantis. À esquerda está a jovem Nicole, adolescente de pele clara e cabelos pretos longos. Ela tem deficiência visual, sorri e segura um livro. Ao lado está sua mãe, Bianca Chaló. Ela também sorri enquanto mostra um livro. Tem pele branca, cabelos escuros compridos e usa óculos de grau. Na lateral direita da foto há uma estante com diversos livros. (Foto: Reprodução. Créditos: mybest-brazil.com.br)

Convidada pela mybest Brasil - site de recomendações dos melhores itens do mercado, a professora de Braille Bianca Chaló apresenta 10 opções de livros em Braille infantis

Ler é um direito de todos, mas existem diferentes formas de acessar a leitura. Crianças com deficiência visual severa utilizam o braille, um sistema de pontos em alto relevo, para ler e escrever. Porém, a oferta de livros infantis em braille no Brasil é bem escassa, de acordo com a professora de braille Bianca Chaló .

Conteúdo do artigo
    Add a header to begin generating the table of contents

    Boa leitura!

    CONTINUA APÓS PUBLICIDADE 

    Caça ao livros em Braille

    Mãe de uma adolescente cega que é apaixonada por livros, Bianca tem anos de experiência na “caça aos livros em braille”. Pensando em compartilhar um pouco dos seus recentes achados, ela criou em parceria com a mybest Brasil uma lista com 10 livros infantis em braille disponíveis em lojas online.

    De acordo com Bianca, os livros da lista não são apenas para crianças com deficiência visual. Eles são excelentes para crianças típicas ou com outras deficiências, para escolas e espaços infantis, pois desmistificam a cegueira e ampliam a conscientização sobre a importância do braille.

    Se no momento que você for consultar esta (ou outra) lista de livros em braille, algum dos títulos estiver esgotado, Bianca recomenda pesquisar em sebos ou bibliotecas públicas.

    Foto colorida de Bianca Chaló, mulher branca com cabelos escuros longos.
    Descrição da imagem #PraCegoVer: Foto colorida de Bianca Chaló. Mulher branca com cabelos escuros longos. Usa óculos de grau com armação branca e blusinha colorida. Atrás dela há um painel cinza com inscrições em Braille. (Foto: Acervo. Créditos: mybest-brazil.com.br)

    Confira os livros indicados na lista

    1. O Menino que Via com as Mãos , Alexandre Azevedo

    A deficiência visual é abordada de maneira leve e com muita sensibilidade.

    1. A Bruxa Mais Velha do Mundo , Elizete Lisboa

    Bruxinha que já fez mais de mil aniversários tem um sonho não realizado: quer se casar.

    1. Um Mundinho para Todos , Ingrid Biesemeyer Bellinghausen

    Aborda a importância de respeitar e aceitar as diferenças.

    1. A Mala Maluca , Donaldo Buchweitz

    Livro com muita ludicidade, figuras coloridas, textos curtinhos, linguagem direta e rimas divertidas.

    CONTINUA APÓS PUBLICIDADE 
    1. Dança Down , Claudia Cotes

    Desmistifica a Trissomia do Cromossomo 21 (Síndrome de Down) e ensina sobre o respeito às diferenças.

    1. Adélia Sonhadora , Lia Zatz

    A protagonista, em seu mundo imaginário, transforma os objetos em personagens.

    1. Quatro Patinhas no Muro , Elizete Lisboa

    Aborda a responsabilidade de se adotar um pet.

    1. Sarita Menina , Cláudia Cotes

    Ensina a ensinar a criança com deficiência visual.

    1. A Escola Feliz , Layla Souza

    Sobre aprender a conviver com o outro e a respeitar as diferenças.

    1. Missy – Uma História de Amor, Izabella Menicucci Badra

    História real e de amor sobre Missy, uma cadela da raça Pointer Inglês.

    Sobre Bianca Chaló

    Mãe da Nicole, do Davi e da Manu, Bianca Chaló é formada em Pedagogia e apaixonada pelo Sistema Braille. Quando Nicole, sua filha mais velha, ficou cega aos 3 anos, ela prometeu que emprestaria os olhos para que a filha pudesse ver tudo que os sentidos remanescentes não pudessem lhe mostrar. Com o passar dos anos, percebeu que poderia fazer isso por outras pessoas e assim descobriu sua missão. Atualmente atua na capacitação de pais e professores e presta consultoria para escolas e famílias. Sua empresa e redes sociais levam o nome de sua promessa: Empresto os Meus Olhos (@emprestoosmeusolhos ). 

    Deixe um comentário

    Este post tem um comentário