fbpx

Falta de saúde bucal pode atingir em cheio a autoestima

Jovem adulto com T21 escovando os dentes, ilustra notícia sobre falta de saúde bucal.
Descrição da imagem #PraCegoVer: Foto colorida, em ambiente interno, ilustra artigo sobre a falta de saúde bucal. A imagem é de um jovem adulto com trissomia do cromossomo 21 (conhecida como síndrome de Down) escovando os dentes. Ele tem pele branca, cabelos pretos curtos e usa óculos de grau. Está com uma camiseta branca e com uma toalha na mesma cor sobre os ombros. (Foto: Reprodução/Pexels. Créditos: Mark Production)

Cirurgião-dentista especializado no atendimento a pessoas com deficiência, idosos, pacientes oncológicos, pediátricos e acamados explica a relação entre a falta de saúde bucal e a autoestima

A Odontologia humanizada, cada vez mais um importante elemento de proteção e manutenção da saúde integral das pessoas, é responsável por diagnosticar e tratar diferentes problemas de saúde bucal, que não raro afetam a funcionalidade oral, a estética e, consequentemente, a autoestima do paciente. Com os compreensíveis adiamentos das visitas regulares ao dentista decorrentes de um longo período pandêmico, percebo pacientes chegando ao consultório com problemas sérios, que precisam ser tratados de forma emergencial.

Em meio a este cenário, nos casos em que a autoestima do paciente está afetada, é bem satisfatório perceber que o trabalho do cirurgião-dentista contribui para resolver, ao mesmo tempo, a questão da falta de saúde bucal associada ao prejuízo na autoestima. 

Enquanto cirurgião especializado no atendimento a pessoas com deficiência, idosos, pacientes oncológicos, pediátricos com necessidades específicas e acamados, o adiamento da visita ao dentista se tornou algo ainda mais corriqueiro, uma vez que são pessoas dentro dos grupos de maior risco para a COVID-19.

Com o adiamento, houve uma demanda reprimida de pacientes que agora voltam ao atendimento odontológico, em consultório ou em atendimento domiciliar, com situações de saúde bucal que não podem mais ser adiadas. Pelas características dos procedimentos odontológicos, com proximidade entre os profissionais e pacientes, o atendimento é estabelecido com o máximo de precauções, envolvendo uma assepsia minuciosa no ambiente, mãos, rosto, braços, equipamentos, antes, durante e após o atendimento, assim como o uso de máscaras N95, óculos especiais de proteção, aventais, luvas, toucas. As roupas são todas trocadas após o atendimento e outros pacientes não são agendados no consultório no mesmo dia.

Homem negro carrega o filho de frente para o espelho, ambos escovando os dentes.
Descrição da imagem #PraCegoVer: Foto colorida, em ambiente interno, com pai e filho. De frente para o espelho há um homem de pele negra escovando os dentes. Ele tem cabelos pretos curtos, usa blusa branca e carrega o filho, que também está fazendo a higienização bucal. A criança, com pele morena e cabelos cacheados usa blusa azul e calça clara. (Foto: Reprodução/Pexels. Créditos: Keira Burton)

Sorrisos por trás das máscaras de proteção

Noto que o uso da máscara de proteção, fator essencial para se proteger da Covid-19, tem ajudado a esconder questões de saúde bucal, desde a falta de cuidados até o processo de implantes dentários, que pode gerar a falta de determinados dentes por um período, até que sejam feitos os implantes. Tenho pacientes que se sentiram bastante aliviados por não terem seus sorrisos tão expostos neste período, devido ao uso da máscara.  

A meu ver, o papel do cirurgião-dentista é de sempre buscar acolher e ajudar a resolver preocupações que ameaçam a autoconfiança dos pacientes, oferecendo os tratamentos mais adequados a cada caso, devolvendo a saúde oral e contribuindo para a restauração da autoestima. 

Doenças periodontais

Segundo uma pesquisa feita pela Organização Mundial da Saúde em 2020, a doença periodontal (gengiva) grave, que pode resultar na perda do dente, é muito comum, afetando quase 10% da população global.

Já de acordo com estimativa da Pesquisa Nacional de Saúde 2019, feita pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) em parceria com o Ministério da Saúde, 8,9% das pessoas entrevistadas com 18 anos ou mais de idade, perderam todos os dentes, o que corresponde a um contingente de 14,1 milhões de pessoas nessa faixa etária em todo o território nacional. A maior proporção foi entre as mulheres (10,9%), que entre homens (6,6%). Entre as pessoas idosas, a perda dentária é mais frequente. Aproximadamente 31,7% das pessoas de 60 anos ou mais de idade perderam todos os dentes.

Além da perda de dentes, vários outros fatores relacionados à saúde bucal podem impactar na autoestima do paciente. Os cuidados diários com a saúde bucal, com escovação e uso de fio dental, e idas regulares ao dentista, evitam o aparecimento ou agravamento destes problemas.

SOBRE DR. THOMAZ REGAZI

O Dr. Thomaz Regazi é especializado no atendimento odontológico a pessoas com diferentes necessidades específicas de atendimento – pessoas com deficiência, idosos, pacientes oncológicos, pediátricos e acamados. Ele atende pacientes internados em hospitais de referência na cidade de São Paulo e em seu consultório, no bairro de Perdizes. O cirurgião-dentista é formado pela Universidade Nove de Julho – São Paulo, Pós-graduado em Saúde Pública pela UniBF, Mestrando em Odontologia pela UNIARARAS, Membro da CBROHI – Colégio Brasileiro de Odontologia Hospitalar e Intensiva, Especializando em Odontologia Hospitalar no Albert Einstein Instituto, Especializando em Pacientes com Necessidades Especiais pela UniBF e Pós-graduando em Cannabis Medicinal pela Inspirali.

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email

2 Comments

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Este site usa Cookies

Utilizamos ferramentas e serviços de terceiros que utilizam cookies. Essas ferramentas nos ajudam a oferecer uma melhor experiência de navegação no site. 

Ao clicar no botão “Aceitar” ou continuar a visualizar nosso site, você concorda com o uso de cookies e nossa Política de Privacidade.