fbpx

Hand Talk anuncia o Link 2021: Festival Digital de Acessibilidade

Banner de divulgação do evento, com logos, textos e avatares, descritos na legenda, e ilustrando o texto “Hand Talk anuncia o Link 2021: Festival Digital de Acessibilidade”.
Descrição da imagem #PraCegoVer: Capa da matéria “Hand Talk anuncia o Link 2021: Festival Digital de Acessibilidade”, arte com fundo azul, o logo da Hand Talk e a frase: “O maior evento de acessibilidade digital do Brasil vem aí!”. Abaixo aparece a data, 09 a 12 de agosto, e o logo do evento. Na lateral direita da imagem aparecem os tradutores virtuais de Libras, da Hand Talk, Hugo e Maya. O Hugo é um homem branco de cabelos pretos curtos e óculos de grau. Usa camisa branca, gravata azul, calça jeans e tênis vermelho. Ele segura o logo da Hand Talk. Ao seu lado está a outra avatar. Maya é uma mulher negra de cabelos pretos curtos e óculos de grau. Usa blusa azul, calça branca e tênis azul. Creditos: Divulgação/ Edição JI

Utilize os recursos de Acessibilidade Digital da EqualWeb clicando no botão redondo flutuante, na lateral esquerda. Para a tradução em Libras, acione a Maya, tradutora virtual da Hand Talk , no ícone quadrado à direita. Para ouvir o texto com Audima utilize o player de narração abaixo.

4ª edição do evento realizado pela startup tem inscrições gratuitas para quatro dias de conteúdo

Garantindo acessibilidade para a comunidade surda com traduções em tempo real e tornando sites acessíveis com tradutores virtuais de Libras, a Hand Talk anuncia o Link 2021: Festival Digital de Acessibilidade

A Hand Talk , startup brasileira reconhecida pela ONU como o melhor aplicativo social do mundo, anuncia essa semana o lançamento do Link 2021: Festival Digital de Acessibilidade , o maior evento sobre o assunto no Brasil. Empresa já conhecida por quebrar barreiras de comunicação entre pessoas surdas e ouvintes através da tradução automática de conteúdos em português para Libras (Língua Brasileira de Sinais) com diferentes produtos, realiza a 4ª edição do festival. Neste ano, o evento conta com 4 dias inéditos de palestras, 100% digitais e gratuitas nos dias 9, 10, 11 e 12 de agosto.

CONTINUA APÓS PUBLICIDADE 

De acordo com o Censo 2010 do IBGE, cerca de 24% da população brasileira possui algum tipo de deficiência (auditiva, visual, motora ou cognitiva), o que equivale a aproximadamente 46 milhões de brasileiros. Além da falta de acessibilidade percebida em atividades do dia a dia, essas pessoas também encontram vários desafios quando buscam adentrar o mundo virtual. Barreiras como a ausência de leitores de tela, de tradutores de texto para Libras, e tantos outros, fazem com que a internet esteja praticamente offline para essa parcela da população.

Foto com três garotas e um celular com a tradutora virtual de Libras, Maya, da Hand Talk.
Descrição da imagem #PraCegoVer: Na fotografia aparecem três garotas, em segundo plano. Uma delas segura um celular, em que aparece a Maya, tradutora virtual de Libras da Hand Talk. A Maya é uma mulher negra de cabelos pretos curtos. Créditos: Divulgação

Vale ressaltar que a acessibilidade não só favorece pessoas com deficiência, mas proporciona benefícios para toda a população . Hoje, menos de 1% dos sites brasileiros é considerado acessível, apesar da aprovação em 2016 da Lei Brasileira de Inclusão , que torna obrigatória a acessibilidade digital. É nesse cenário que surge o Link, com o objetivo de colaborar com um mundo mais justo e inclusivo, fomentando espaços de discussão sobre a acessibilidade digital nas organizações e em todo o planeta.

Em 2020, o evento foi realizado ao longo de dois dias e pôde contar com mais de 20 palestrantes, somando 9 horas de conteúdo e atingindo aproximadamente 21 mil visualizações – triplicando o que havia sido atingido em 2019. Em edições anteriores o Link já recebeu personalidades como Clodoaldo Silva (campeão paralímpico de natação), Simone Freire (idealizadora do Movimento Web para Todos), Pequena Lô (influenciadora digital), e Sagar Savla (Gerente de Produtos da Equipe de Pesquisas do Google EUA). Empresas como Catho, Claro e Nic.br também estiveram presentes como patrocinadores do festival.

Mockup de laptop com o tradutor virtual Hugo.
Descrição da imagem #PraCegoVer: Foto de um computador laptop, ao lado de um vaso de plantas e de um celular. Na tela do computador aparece um site com o Hugo, tradutor virtual de Libras, da Hand Talk. Hugo é um homem branco de cabelos pretos curtos, usando óculos de grau. Créditos: Divulgação

Para 2021, o Link apresentará o conceito de futuro como foco, já presente no slogan “Construir hoje um amanhã mais acessível”. Os temas abordados serão divididos em 4 trilhas para diferentes públicos ao longo de cada um dos dias: 

  • Tecnologia;
  • Marketing & Comunicação;
  • Gente & Diversidade;
  • Futuro.

Nomes como Beatriz Lonskjis (UX Designer na ThoughWorks), Malu Dini (Especialista em Acessibilidade no Itaú), e Ellen Aquino (Head de Qualidade e Segurança Cibernética no Grupo 3778), já estão confirmados para participar do festival. Algumas marcas também já marcaram presença como Mondelēz, Vitalk, Movimento Web Para Todos e BlendEdu. O evento trará palestras de peso, apresentando figuras internacionais e pessoas com deficiência – como protagonistas das discussões.

Clique no banner abaixo para se inscrever, ou utilize o link: linkfestival.me

Banner oficial do Festival Digital de Acessibilidade, com descrição na legenda.
Descrição da imagem #PraCegoVer: Arte com fundo azul e texto, à esquerda: “O maior evento de acessibilidade digital do Brasil vem aí”. Abaixo há um botão amarelo que diz: “Faça sua inscrição gratuita”. No canto direito inferior aparece a data e o logo do evento. Créditos: Divulgação

Sendo um festival que promove a diversidade e inclusão, o Link 2021 não deixa de contar com diversos recursos de acessibilidade, como intérpretes de Libras, audiodescrição e legendas. As inscrições já estão abertas e disponíveis no site oficial do evento , tanto para os interessados em assistir as palestras, quanto para empresas que gostariam de patrocinar essa edição.

Em conversa com o JI, o publicitário e especialista em comunicação estratégica, cofundador e Diretor Executivo da Hand Talk, Ronaldo Tenório conta que a ideia da startup nasceu ainda na Faculdade de publicidade em Maceió (AL), quando um professor pediu para que os alunos desenvolvessem um produto inovador:

“A ideia da faculdade foi em 2008. Em 2012 eu inscrevi num prêmio de startups e nós ganhamos. A ideia ficou esses 4 anos guardada. Na época foi apenas uma ideia conceitual onde eu imaginei resolver um problema que eu enxerguei onde havia uma grande barreira de comunicação entre surdos em ouvintes. Eu nunca imaginaria que aquela ideia viraria meu grande propósito de vida”.

Ronaldo Tenório, com os avatares Hugo e Maya.
Descrição da imagem #PraCegoVer: Foto do CEO Ronaldo Tenório, mostrando o celular com o avatar Hugo, segurando o logo da Hand Talk. Ao lado seu lado direito foi adicionado a imagem do Hugo, em tamanho real. Ele está piscando um dos olhos e apontando para a frente. Já ao lado esquerdo do Ronaldo está a Maya. Ela também está piscando o olho e fazendo o gesto de coraçãozinho com as mãos. Créditos: Jr. Lima (foto) / Edição JI

Eleito o mais promissor Empreendedor Social no Brasil (Folha de São Paulo), um dos jovens mais promissores do país (Revista Forbes) e um dos 35 jovens mais inovadores do mundo (MITMassachusetts Institute of Technology), Tenório fala com propriedade sobre o Festival Digital de Acessibilidade:

“O Link é um marco anual para ajudar a levantar a bandeira da acessibilidade e mostrar o quanto a tecnologia está criando caminhos pra resolver diversos problemas de falta de acessibilidade. No ano passado nós também realizamos o evento no meio dessa pandemia. O evento já nasceu em 2018 online e com os temas de diversidade e inclusão ganhando força durante os últimos anos, notamos que ele passa a ser ainda mais importante, não só para a conscientização das pessoas, mas também para que elas criem ações para um mundo mais inclusivo.”

CONTINUA APÓS PUBLICIDADE 

Assista ao vídeo abaixo:

O teaser foi publicado hoje, 22/06, em Libras, legendas e narração para os ouvintes. =) 

SOBRE A HAND TALK

Fundada em 2012, a startup brasileira Hand Talk foca em fazer bom uso da tecnologia trazendo mais acessibilidade para o mundo. A empresa oferece dois produtos diferentes, o Hand Talk app , que realiza traduções digitais e automáticas em tempo real para Libras e ASL (língua americana de sinais), e o Hand Talk Plugin , que torna sites acessíveis para a comunidade surda com traduções para Libras. 

Ambas as soluções contam com a ajuda de seus avatares e tradutores virtuais, o Hugo e a Maya. Esses dois vão além de apenas traduzir conteúdo, mas também estão aproximando pessoas através do uso da tecnologia e comunicação, aplicada em diversos ambientes, como salas de aula e famílias. Com sua ajuda, a Hand Talk busca quebrar barreiras de comunicação, contribuindo para um mundo mais justo e inclusivo.

Foto de edição passada do festival, com texto e logo descritos na legenda, ilustrando o texto "Hand Talk anuncia o Link 2021: Festival Digital de Acessibilidade".
Descrição da imagem #PraCegoVer: Foto de umas das edições do evento, com o logo da Hand Talk, no canto direito superior. Sobreposta a foto, no centro, está a frase conceito do evento: “Construir hoje um amanhã mais acessível”. Abaixo, a data de realização, de 9 a 12 de agosto de 2021. Mais abaixo na imagem está o logo do evento. E no canto direito inferior estão os tradutores virtuais, Hugo e Maya. Créditos: Divulgação/Edição JI

SOBRE OS FUNDADORES

  • Ronaldo Tenório – CEO (Chief Executive Officer)

Publicitário e especialista em comunicação estratégica. É cofundador e Diretor Executivo da Hand Talk, uma das startups mais premiadas do Brasil, cujo aplicativo foi eleito pela ONU o melhor app social do mundo. Foi eleito pela Folha de São Paulo o mais promissor Empreendedor Social no Brasil , pela Revista Forbes como um dos jovens mais promissores do país e pelo MIT (Massachusetts Institute of Technology), um dos 35 jovens mais inovadores do mundo

LinkedIn: www.linkedin.com/in/ronaldotenorio

  • Carlos Wanderlan – CTO (Chief Technology Officer)

Diretor de Tecnologia e cofundador da Hand Talk, é desenvolvedor de software e aplicativos com mais de 10 anos de experiência em programação. Além da experiência empreendedora, também atuou desenvolvendo tecnologia em grandes empresas. Em 2014, ao lado dos seus sócios, foi eleito pela Folha de São Paulo o Empreendedor Social de Futuro no Brasil. 

LinkedIn: www.linkedin.com/in/carloshandtalk

  • Thadeu Luz – COO (Chief Operating Officer)

Diretor operacional e cofundador da Hand Talk, possui especialização em animação gráfica, possui formação em Arquitetura pela Universidade Federal de Alagoas e animação 3D na Seneca College, em Toronto-CA, onde trabalhou com efeitos especiais em produções de seriados, curtas e longa metragens para diversas produtoras internacionais. Em 2014, ao lado dos seus sócios, foi eleito pela Folha de São Paulo o Empreendedor Social de Futuro no Brasil. 

LinkedIn: https://www.linkedin.com/in/thadeuluz

Foto dos fundadores da Hand Talk, junto do avatar Hugo, com detalhes na legenda.
Descrição da imagem #PraCegoVer: Fotografia dos fundadores da startup Hand Talk, com o avatar Hugo, em tamanho real. À esquerda está o Carlos Wanderlan (CTO), homem branco de cabelos e barba pretos. Está apontando para o intérprete Hugo, que está ao seu lado. Na sequência aparece Ronaldo Tenório (CEO), homem branco de cabelos e barba pretos. E na ponta aparece o Thadeu Luz (COO), também de pele branca, cabelos e barba pretos. Usa óculos de grau. Os três estão sorrindo. Créditos: Divulgação
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no tumblr
Compartilhar no telegram
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email
Rafael Ferraz Carpi

Rafael Ferraz Carpi

Rafael Ferraz Carpi - Founder & Publisher (MTB: 0089466/SP). Jornalista formado em Comunicação Social (2006), Rafael assina como Editor responsável pelo conteúdo, edição geral e publicações. Autor do projeto Jornalista Inclusivo (JI) nas redes sociais e na Web, foi repórter em jornais impressos e em rádio AM, fotógrafo em navios internacionais de cruzeiro e assessor de imprensa. Ativista social, é criador de conteúdo digital acessível, redator web, e estrategista de marketing digital em mídias sociais.

Todos os posts

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Este site usa Cookies

Utilizamos ferramentas e serviços de terceiros que utilizam cookies. Essas ferramentas nos ajudam a oferecer uma melhor experiência de navegação no site. 

Ao clicar no botão “Aceitar” ou continuar a visualizar nosso site, você concorda com o uso de cookies e nossa Política de Privacidade.