É Perguntando que se Aprende: Livro digital gratuito sobre inclusão

Arte com texto: O que é preciso saber a inclusão das pessoas com deficiência. Capa do livro É Perguntando que se Aprende, aberto em um tablet. Logo do Instituto Paradigma.
É Perguntando que se Aprende: O que é preciso saber a inclusão das pessoas com deficiência. (Imagem: Edição de arte)

Instrumento de transformação social, o livro traz perguntas e respostas sobre conceitos básicos de inclusão da pessoa com deficiência

O Instituto Paradigma (IP), organização da sociedade civil de interesse público (OSCIP), está completando 20 anos dedicados a inclusão social e iniciativas de grande contribuição na luta pelos direitos das pessoas com deficiência. Celebrando sua importante trajetória na disseminação de informações especializadas sobre inclusão, a organização lança a terceira edição do seu livro de perguntas e respostas.

Conteúdo do artigo
    Add a header to begin generating the table of contents
    Scroll to Top

    Boa leitura!

    Publicidade

    ‘É Perguntando que se Aprende’

    Lançado no Dia Internacional da Pessoa com Deficiência – 3 de dezembro, o livro ‘É Perguntando que se Aprende’ é uma oportunidade para quem tem interesse em conhecer e compreender as diferentes dimensões do processo de inclusão social. Totalmente gratuito e digital, o material oferece perguntas e respostas sobre educação inclusiva, trabalho, inclusão econômica e participação social.

    Todo o conteúdo é organizado pela diretora executiva do Instituto Paradigma Luiza Russo, e pela pedagoga e pesquisadora Luiza Percevallis Pereira, que atua nas áreas de formação de professores, interdisciplinaridade, aprendizagem, teoria e prática, inclusão e coordenação pedagógica.

    “Temos certeza da relevância dessas informações enquanto instrumento de transformação social, uma vez que elas trazem a oportunidade da população em geral conhecer e compreender as diferentes dimensões do processo de inclusão social das pessoas com deficiência”, segundo as organizadoras.

    Terceira edição versão eBook

    Para essa nova publicação, as respostas das edições anteriores foram atualizadas e ampliadas, considerando textos legais promulgados recentemente. Ainda foram incluídas novas questões e um capítulo inicial com as perguntas mais frequentes que o Instituto recebe nos trabalhos que realiza em escolas, empresas e ONGs.

    A publicação apresenta o históricos das três edição do livro, que em 2022 traz como subtítulo “O que é preciso saber sobre a inclusão das pessoas com deficiência”, alinhando nomenclaturas, conceitos básicos e procedimentos.

    Educação Inclusiva

    Principais temas abordados nas questões são: Políticas Públicas no tocante à inclusão escolar; abordagens do corpo pedagógico e educadores nos processos internos; direitos de pais e alunos com deficiências e alunos com dificuldades de aprendizagem e etc.

    Na temática ‘educação inclusiva’, com abordagens clínica e pedagógica, o eBook mostra ao leitores o que está em jogo na inclusão educacional das pessoas com deficiência, direitos legais assegurados, atendimento educacional especializado e uma série de temas relacionados.

    Inclusão Econômica

    Principais temas abordados nas questões são: Inclusão no Mercado de Trabalho, iniciativas que geram emprego e renda para pessoas com deficiência; processos de treinamento e acompanhamento na empresa; consientização da organização e etc.

    O capítulo sobre inclusão econômica e trabalho destaca, entre outros assuntos, a legislação específica em vigor no País, o processo de recrutamento, contratação e treinamento praticado pelas empresas, a escolarização e a preparação para o trabalho dos jovens e adultos com deficiência. Aborda também o papel do empregador e equipes inclusivas nas empresas, preconceitos no mercado de trabalho, relação empregador-família, entre outros.

    Participação Social

    Principais temas abordados nas questões são: Isenção de impostos; previdência pública e privada; direitos e deveres nos processos de inclusão; transporte público; iniciativas comunitárias e etc.

    As páginas seguintes, sobre a participação social da pessoa com deficiência, tratam da saúde e reabilitação, acessibilidade, transporte, isenção de impostos e benefícios, canais de participação social e representatividade. Participação política, direitos fundamentais e terceiro setor também contemplam a obra.

    Para baixar grátis a terceira edição do ‘É Perguntando que se Aprende’, basta acessar a seção ‘Pergunte’ no site do Instituto Paradigma no link .

    Edições anteriores

    Desde sua fundação, em 2003, o Instituto Paradigma promove a inclusão social construindo soluções e serviços para ampliar o exercício da cidadania. Uma das metas do IP é a socialização do conhecimento e da informação. O livro ‘É Perguntando que se Aprende’ é uma concretização dessa missão do IP.

    A semente que originou a primeira edição do livro foi plantada em maio de 2004. Na época, em parceria com o site da Revista “Sentidos”, foi criada a seção “Pergunte ao Instituto Paradigma”, com questões de internautas respondidas por profissionais engajados nas temáticas.  

    Das mais de 200 perguntas e respostas reunidas sobre legislação e defesa de direitos das pessoas com deficiência, foram selecionadas 65 para formar a primeira edição do livro. O conteúdo foi complementado com normatizações federais e em 2005 foi lançada a primeira edição ‘É Perguntando que se Aprende: Legislação e Direitos’.

    Com a boa aceitação de professores, empresas, ONGs, pessoas com deficiência e familiares, que seguiram enviando perguntas ao Instituto Paradigma, foi concretizada a segunda edição ‘É Perguntando que se Aprende: Inclusão Social’. O lançamento ocorreu em 2012, com o patrocínio do Instituto Camargo Correa.

    Essas duas edições foram lançadas em papel, e posteriormente transferidas para o site do Instituto Paradigma, proporcionando livre acesso às informações.

    Rafael F. Carpi
    Rafael F. Carpi

    Jornalista, editor nas iniciativas Jornalista Inclusivo e PCD Dataverso. Formado em Comunicação Social em 2006, foi repórter, assessor de imprensa, executivo de contas e fotógrafo. É consultor em acessibilidade e inclusão, ativista dedicado aos direitos da pessoa com deficiência e redator na equipe Dando Flor.

    LinkedIn

    Deixe um comentário