20 Anos Extraordinários: Mostra interativa dá visibilidade ao esporte paralímpico

Foto colorida, em área externa, retrata a atleta brasileira Thalita Simplício, ao lado de seu guia, que conquistou a medalha de prata nos 400m da classe T11, na Paralimpíada de Tóquio 2020. Registro do fotógrafo João Maia, que participa da mostra interativa ‘20 Anos Extraordinários’, de visibilidade ao esporte Paralímpico.
Uma parede de fotografias dos Jogos Paralímpicos de 2020, registradas por João Maia (Fotografia Cega), está entre os destaques da exposição ‘20 Anos Extraordinários’. (Foto: João Maia)

A exposição, acessível e inclusiva, oferece entrada gratuita e está ocorrendo simultaneamente nos sete espaços da Caixa Cultural até o dia 8 de outubro.

Na última quinta-feira (24), a parceria entre as Loterias Caixa e o Comitê Paralímpico Brasileiro (CPB) inaugurou a exposição “20 Anos Extraordinários”. A iniciativa celebra as duas décadas de apoio da Loterias Caixa ao CPB, apresentando uma coleção de obras sensoriais que proporcionam experiências inclusivas ao público, além de exibir o acervo fotográfico do CPB.

A exposição, com entrada  franca, segue aberta ao público até 8 de outubro de 2023, em todos os sete espaços culturais da Caixa espalhados pelo país: Brasília, Curitiba, Fortaleza, Recife, Rio de Janeiro, Salvador e São Paulo.

Publicidade

A mostra interativa '20 Anos Extraordinários'

A mostra é composta por uma variedade de elementos, incluindo fotografias, instalações artísticas, depoimentos em vídeo, narrações históricas e ilustrações táteis. O objetivo central é fomentar o orgulho nacional entre atletas paralímpicos e promover maior visibilidade para o esporte paralímpico. A acessibilidade é uma prioridade da mostra, que disponibiliza recursos como pisos táteis, legendas, informações em Braille e estimula diferentes sentidos com texturas, aromas e conteúdos sonoros.

Explorando movimentos e sensações, a exposição apresenta uma seção interativa, onde visitantes têm a oportunidade de vivenciar emoções semelhantes às experimentadas pelos atletas nas pistas, quadras e piscinas. Entre as várias obras em destaque, merecem especial atenção os tambores que podem ser tocados pelo público. Além de produzirem sons, esses tambores emitem vibrações, proporcionando uma experiência sensorial inclusiva para pessoas com deficiência auditiva.

Mais adiante, as pessoas visitantes são conduzidos por uma espécie de “floresta de medalhas”, onde os sons das batidas, as cores vibrantes e até mesmo os aromas evocam as inúmeras vitórias que o país alcançou. Um outro ponto de destaque na exposição é a parede composta por fotografias dos Jogos Paralímpicos de 2020, capturadas por João Maia, fotógrafo cego que realizou a cobertura do evento no Japão.

O João Maia e a sua Fotografia Cega

“Eu João Maia, idealizador do projeto Fotografia Cega, convido calorosamente todas as pessoas que admiram o meu trabalho a visitarem essa exposição única que apresenta muito da minha sensibilidade, carinho e dedicação”, compartilhou Maia, no grupos de WhatsApp e redes sociais.

João também lembra de outros colegas do circuito. “Há muitas fotos feitas por mim, captando momentos únicos e cheios de expressões dos queridos paratletas em momentos de competição. Também há o trabalho de muitas pessoas que tenho grande estima”.

“Quero dedicar esse momento a vocês que acreditam no meu trabalho, pois acreditar é apoiar, é dar oportunidade, é ficar feliz com as vitórias conquistadas. Eu sou João Maia e sei que cada conquista é algo para se comemorar, principalmente junto de quem gosta da gente”, completou.

Conheça mais sobre o trabalho de João Maia, sem seu site www.fotografiacega.com.br .

Programa Educativo

Além da mostra, o Programa Educativo Gente Arteira apresenta uma agenda de atividades para pessoas com deficiência e suas famílias, e visitas mediadas para grupos nas quais o diálogo é pautado pela diversidade e inclusão. A programação completa pode ser conferida no site da Caixa Cultural no Link .

Banner da mostra interativa ‘20 Anos Extraordinários’, com imagens do esporte Paralímpico.
Descrição alternativa #PraGeralVer: Banner oficial da mostra, com montagem de fotografias diversas. À esquerda, no topo, está escrito “Exposição”. Abaixo das imagens, entre efeitos e círculos na cor azul, está o nome “20 Anos Extraordinários”, e a informação “a partir de 25 de agosto”. (Créditos: Divulgação)

Loterias Caixa e o Esporte Paralímpico

As Loterias Caixa apoiam o Comitê Paralímpico Brasileiro (CPB) desde o ano 2003, sendo o mais duradouro patrocínio a um comitê nacional na história do paradesporto mundial.

O patrocínio permite a manutenção dos 67 Centros de Referência espalhados pelo país e o atendimento de mais de 3,5 mil atletas, entre iniciação esportiva e alto rendimento.

Publicidade

Serviço

Exposição 20 Anos Extraordinários

Locais: Caixa Cultural em Brasília, Curitiba, Fortaleza, Recife, Rio de Janeiro, Salvador e São Paulo

Data para visitação: de 25 de agosto a 8 de outubro de 2023

Mais informações: Site Caixa Cultural no Link

Valor: Entrada gratuita

Acesso para pessoas com deficiência.

Jornalista Inclusivo
Jornalista Inclusivo

Da Equipe de Redação

Deixe um comentário