1º Mundial da Juventude Surda acontece no Brasil em janeiro

1º Mundial da Juventude Surda: Atleta do Badminton preparando-se para o lançamento.
Surdoatletas de 19 países se preparam para competir no Mundial da Juventude Surda em SP. Na imagem, o badminton é uma das quatro modalidades. (Créditos: Lidiana Matos)

Brasil recebe a 1ª edição dos jogos mundiais, destacando a diversidade e o talento na comunidade surda.

Entre os dias 15 e 20 de janeiro de 2024, São Paulo se tornará o epicentro do esporte inclusivo ao sediar a 1ª edição dos Jogos Mundiais da Juventude Surda. O evento internacional é fruto da colaboração entre o Comitê Internacional de Esportes para Surdos (ICSD) e a Confederação Brasileira de Esportes de Surdos (CBDS).

Os Jogos estão programados para ocorrer no Centro de Treinamento (CT) do Comitê Paralímpico Brasileiro (CPB), reunindo surdoatletas de 19 países: Afeganistão; África do Sul; Alemanha; Áustria; Brasil; Cazaquistão; Chipre; Grécia; Hungria; Índia; Irlanda; Itália; Japão; Letônia; México; Polônia; Quênia; Taipé Chinesa; e Venezuela.

Publicidade

Mundial da Juventude Surda: Modalidades de Jogos e Participantes

Durante os Jogos, surdoatletas competirão em quatro modalidades: Atletismo, Badminton, Basquete 3×3 e Natação. Essa variedade de esportes destaca a diversidade de habilidades e talentos da comunidade surda, representada por cerca de 200 surdoatletas com idades entre 14 e 18 anos.

A presidente da CBDS, Diana Kyosen, expressou sua alegria diante dos desafios superados para trazer o evento ao Brasil:

“A escolha do Brasil para sediar esse importante evento internacional mostra a confiança e o reconhecimento do ICSD ao trabalho que estamos realizando. Sinto-me muito honrada por mais essa conquista e acredito que o mundial irá ampliar ainda mais a visibilidade do esporte de surdos não só no Brasil, mas em todo o mundo.”

Uma Celebração ao Esporte Inclusivo  e  a Autoestima

Kyosen enfatizou a importância do Surdodesporto na vida de milhares de crianças e jovens com surdez: 

“O esporte é importante para melhorar a qualidade da saúde das pessoas e também a autoestima, e com as pessoas surdas não seria diferente. A CBDS promove, há quase 40 anos, a inclusão da comunidade surda por meio do esporte.”

Com mais de 4.300 atletas surdas e surdos no Brasil, a CBDS desempenha um papel vital na promoção da inclusão e no estímulo ao alto desempenho entre a comunidade surda.

Publicidade

Intercâmbio Cultural e Reconhecimento Internacional

Além da competição esportiva, Diana Kyosen destacou o potencial do evento para promover o intercâmbio cultural e disseminar conhecimento entre as pessoas participantes. Ela acredita que os Jogos Mundiais da Juventude Surda serão um marco na história do país e do Surdodesporto, ampliando a visibilidade da comunidade surda em âmbito global.

Reconhecimento Internacional e Agradecimentos

O presidente do ICSD, Dr. Adam Kosa, expressou sua gratidão à equipe responsável pela organização e ressaltou a relevância do evento: 

“Obrigado aos organizadores brasileiros por darem este passo pioneiro, junto com a liderança do ICSD, para permitir que os atletas surdos vivam a atmosfera das competições internacionais, ao mesmo tempo que abraçam as regras para se tornarem excelentes atletas. O esporte é uma das chaves para uma vida adulta de sucesso. Desejo boa sorte aos jovens atletas surdos em suas carreiras e sejam bem-vindos a São Paulo, a maior cidade do Brasil!”

Os jogos terão lugar no CT Paralímpico do CPB , com treinos nos dias 15 e 16 de janeiro. A cerimônia de abertura está marcada para 16 de janeiro, às 19h00, seguida por competições intensas nos dias 17 a 19 de janeiro. O evento culminará com jogos amistosos entre as equipes e a cerimônia de encerramento em 20 de janeiro.

O presidente do Comitê Organizador do Mundial e vice-presidente da CBDS, Paulo Vieira, expressou sua gratidão pela parceria na realização do evento: 

“Agradeço, em nome da CBDS e do ICSD, ao presidente do CPB, Mizael Conrado, e toda a sua equipe, que se envolveram desde o processo para trazer os Jogos para o Brasil e durante toda a organização, além de ceder o espaço para realizar o evento. Graças a essa parceria tão importante com o CPB e toda sua energia positiva, vamos colocar o esporte de surdos brasileiro no centro das atenções de todo o mundo, novamente. Que Deus abençoe a todos”

Os Jogos Mundiais da Juventude Surda prometem não apenas celebrar o esporte inclusivo, mas também consolidar o Brasil como um polo internacional para eventos que promovem a diversidade e a inclusão.

Publicidade

Workshops

Durante o evento serão realizados workshops sobre temas variados, entre eles ética e integridade esportiva, antidopagem, educação, mídias sociais, estrutura esportiva do ICSD, ranking mundial e torneios, entre outros.

Para a realização dos Jogos Mundiais da Juventude Surda 2024 a CBDS e o ICSD contam com o apoio do CPB e do ICOM-Libras.

Confira a programação

Segunda-feira (15/01):

  • 9h às 17h – Treinos

Terça-feira (16/01):

  • 9h às 18h – Treinos
  • 19h – Cerimônia de abertura

Quarta-feira (17/01):

  • 9h às 13h – Provas de Atletismo
  • 9h às 17h – Provas de Badminton
  • 10h às 17h30 – Provas de Basquete
  • 9h às 19h – Provas de Natação
  • 12h às 14h – Encontro cultural de língua de sinais internacionais
  • 19h15 às 21h05 – Workshops

Quinta-feira (18/01):

  • 10h às 13h – Provas de Atletismo
  • 9h às 17h – Provas de Badminton
  • 10h às 17h – Provas de Basquete
  • 9h às 19h – Provas de Natação
  • 12h às 14h -Encontro Cultural de Língua de Sinais Internacionais
  • 19h15 às 20h25 – Workshops

Sexta-feira (19/01):

  • 10h às 13h – Provas de Atletismo
  • 9h às 17h – Provas de Badminton
  • 13h às 17h30 – Provas de Basquete
  • 9h às 19h – Provas de Natação
  • 19h – Cerimônia de entrega de medalhas

Sábado (20/01):

  • 9h às 17h – Jogos amistosos
  • 19h – Cerimônia de encerramento
Jornalista Inclusivo
Jornalista Inclusivo

Da Equipe de Redação

Publicidade

Deixe um comentário