Relevo da Palavra: Exposição conta vida e obra da educadora Dorina Nowill

Arte colorida com foto de Dorina Nowill, mãos lendo texto em Braille e o título: “Exposição Relevo da Palavra”.
Descrição da imagem #PraCegoVer: Arte colorida com foto e texto, na parte superior: “Exposição Relevo da Palavra – Todas as histórias têm um fim, mas a minha não, a minha continua…”, Dorina Nowill. Ao lado, foto em preto e branco do rosto de Dorina. Na sequência, as informações: Conheça a envolvente obra e vida da educadora Dorina Nowill. De 26/05 a 26/06. Na metade de baixo da arte, uma fotografia com filtro amarelo de duas mãos fazendo a leitura de um texto em Braille. No canto esquerdo inferior o logo da Fundação Dorina Nowill Para Cegos. No canto direito inferior o logo da Unibes Cultural. (Imagem: Edição de arte/divulgação. Foto: Pixabay. Crédito: Myriams Fotos)

Fundação Dorina Nowill Para Cegos apresenta a expografia cenográfica na Unibes Cultural até 26 de junho, com objetivo de aproximar o público da inclusão

Está em exposição na Unibes Cultural, Relevo da Palavra sobre a vida e obra da educadora Dorina Nowill. A expografia cenográfica, promovida pela Fundação Dorina Nowill Para Cegos, proporciona ao visitante uma experiência que vai além da difusão de informações, oferecendo uma vivência transformadora.

Conteúdo do artigo
    Add a header to begin generating the table of contents

    Boa leitura!

    CONTINUA APÓS PUBLICIDADE 

    Relevo da Palavra: Exposição acessível e inclusiva

    Com 9 núcleos expositivos e 7 diferentes atmosferas para contar a vida e obra de Dona Dorina, “Relevo da Palavra” incorpora a arquitetura própria da Unibes Cultural e convida os visitantes a explorarem cada detalhe exposto por meio de um percurso único. A iniciativa tem o objetivo de aproximar o público da história da educadora e é uma forma de manter o seu legado vivo.

    Além disso, a exposição – que é totalmente acessível e inclusiva, com recursos como audiodescrição e braille – apresenta a Fundação Dorina Nowill Para Cegos, instituição pioneira na inclusão social de pessoas com deficiência visual e, ainda, valoriza a arte pela cidade de São Paulo.

    Dorina de Gouvêa Nowill (1919 - 2010)

    A existência e luta de Dorina Nowill foi fundamental para fortalecer os direitos e a dignidade da pessoa cega. O legado dela é baseado em uma história de esperança, caridade e paciência. Cega aos 17 anos, a educadora e filantropa, ficou conhecida como a “dama da inclusão”.

    “Queremos sensibilizar a sociedade sobre a causa da inclusão das pessoas cegas ou com baixa visão e contribuir culturalmente com a sociedade. Essa exposição tem como intuito imergir no tempo. A ideia é mostrar as raízes da nossa fundadora e toda a sua trajetória”, conta Alexandre Munck, superintendente executivo da Fundação Dorina Nowill para Cegos.

    Foto colorida, em ambiente interno, com pessoa de costas em visita à Exposição Relevo da Palavra, na Unibes Cultural.
    Descrição da imagem #PraCegoVer: Foto colorida, em ambiente interno, mostra uma pessoa em visita à Exposição Relevo da Palavra, na Unibes Cultural. A pessoa está de costa, em frente a um painel com texto e a foto de Dorina Nowill. (Foto: Reprodução. Créditos: Divulgação)

    Serviço

    Exposição Relevo da Palavra

    • Local: Unibes Cultural
    • Endereço: Rua Oscar Freire, nº 2.500 – Pinheiros, São Paulo/SP
    • Data: De 26/05 até 26/06/22
    • Horário: Das 12h às 20h (quintas, sextas, sábados e domingos)
    Sobre a Fundação Dorina Nowill

    A Fundação Dorina Nowill para Cegos é uma organização sem fins lucrativos e de caráter filantrópico. Há 76 anos se dedica à inclusão social de crianças, jovens, adultos e idosos cegos e com baixa visão. A instituição oferece serviços gratuitos e especializados de habilitação e reabilitação, dentre eles orientação e mobilidade e clínica de baixa visão, além de programas de inclusão educacional e profissional.

    Responsável por um dos maiores parques gráficos de braille no mundo, com capacidade de impressão de até 450 mil páginas por dia, a Fundação Dorina Nowill para Cegos é referência na produção e distribuição de materiais nos formatos acessíveis braille, áudio, impressão em fonte ampliada e digital acessível, incluindo o envio gratuito de livros para milhares de escolas, bibliotecas e organizações de todo o Brasil.

    A instituição também oferece uma gama de serviços em acessibilidade, como cursos, capacitações customizadas, sites acessíveis, audiodescrição e consultorias especializadas. Com o apoio fundamental de colaboradores, conselheiros, parceiros, patrocinadores e voluntários, a Fundação Dorina Nowill para Cegos é reconhecida e respeitada pela seriedade de um trabalho que atravessa décadas e busca conferir independência, autonomia e dignidade às pessoas com deficiência visual.

    Sobre a Unibes Cultural

    Em funcionamento desde 2015 na Rua Oscar Freire, em São Paulo, a Unibes Cultural tem o papel de hub da cultura, do empreendedorismo criativo e das causas sociais ao convergir, conectar e distribuir cultura e diferentes conhecimentos. 

    Com uma programação variada, que inclui shows, exposições, palestras, atividades para o público infantil e peças de teatro, o centro cultural da Unibes assume a vocação não só de formadora de público, mas também de agente transformador do cenário cultural. A curadoria do espaço propõe encontros, debates e reflexões para todos que querem ajudar a preparar a cidade para o futuro.

    Deixe um comentário

    Este post tem um comentário