fbpx

Dia Nacional do Fisioterapeuta 2021: O que esperar dessa carreira?

Jovem rapaz em sessão de fisioterapia, ilustrando o Dia Nacional do Fisioterapeuta 2021. Descrição na legenda abaixo.
Descrição da imagem #PraCegoVer: Fotografia em sessão de fisioterapia, ilustrando o Dia Nacional do Fisioterapeuta 2021. Paciente sentado em maca, com tronco inclinado para trás, apoiado nas mãos com os cotovelos estendidos. Joelho direito estendido sobre a maca, quadril esquerdo flexionado, joelho esquerdo flexionado e pé esquerdo apoiado sobre a maca. Terapeuta em pé, posicionado ao lado do membro inferior flexionado, com a mão direita em porção inferior da coxa e mão esquerda na porção superior da perna, deixando o joelho do paciente entre elas. Créditos: Divulgação

Utilize os recursos de Acessibilidade Digital da EqualWeb clicando no botão redondo flutuante, na lateral esquerda. Para a tradução em Libras, acione a Maya, tradutora virtual da Hand Talk , no ícone quadrado à direita. Para ouvir o texto com Audima utilize o player de narração abaixo.

Conheça 6 principais atividades e possibilidades de atuação na fisioterapia

Em 13 de outubro, Dia Nacional do Fisioterapeuta 2021, a celebração também se estende ao Terapeuta Ocupacional, indispensável para a autonomia das atividades cotidianas

Profissionais que transformam realidades, gerando funcionalidade nas atividades do dia a dia e garantindo mais qualidade de vida, Fisioterapeutas e Terapeutas Ocupais são essenciais para a reabilitação de pessoas com deficiência. São profissionais responsáveis pelo tratamento e prevenção de doenças e lesões, decorrentes de fraturas ou má-formação ou vícios de postura.

Apesar desses profissionais terem adquirido seus direitos na década de 60, com o Decreto-Lei Nº 938 de 13 de Outubro de 1969 , o Dia Nacional do Fisioterapeuta e do Terapeuta Ocupacional virou lei em 2015, quando a ex-presidente Dilma Rousseff sancionou a Lei Nº 13.084 , estabelecendo oficialmente a celebração da data em todo território nacional.

CONTINUA APÓS PUBLICIDADE 

Com a pandemia, a busca por profissionais da saúde aumentou de forma significativa, o crescimento chegou a 725%, e um dos profissionais que se destacaram nesse período foi justamente o fisioterapeuta, principalmente os que atuam na prevenção, recuperação e manutenção da saúde do sistema respiratório.

Mas, a atuação do fisioterapeuta pode ser muito ampla já que o seu principal objetivo é contribuir com a melhora da qualidade de vida do indivíduo. Sendo assim, o tratamento fisioterapêutico tem um papel importante no nosso dia a dia, atuando diretamente na reabilitação física e na promoção da saúde, diminuição das dores crônicas e agudas, restaurando a integridade dos órgãos, sistemas e funções.

O fisioterapeuta Bernardo Sampaio, diretor clínico do ITC Vertebral e do Instituto Trata , unidades de Guarulhos (SP), ressalta a diversidade das áreas que o profissional formado em fisioterapia pode atuar. “Eu atuo diretamente no trato de doenças relacionadas a coluna vertebral e membros inferiores e todos os dias acompanho diariamente a evolução clínica, física e até mesmo mental dos meus pacientes. Trazer de volta a qualidade e vida perdida por uma lesão ou uma dor crônica é o mais gratificante da profissão”, resume.

Dr. Bernardo Sampaio é um homem branco com camisa e gravata, ilustrando o Dia Nacional do Fisioterapeuta 2021.
Descrição da imagem #PraCegoVer: O fisioterapeuta Bernardo Sampaio é um homem branco com cabelos pretos curtos. Está com os braços cruzados e usa camisa branca e gravata azul. Créditos: Divulgação

Importante ressaltar que a fisioterapia não deve ser procurada apenas para tratar lesões, mas sim, ser a responsável para que elas não se instalem e não prejudiquem as atividades do cotidiano, como subir escadas, andar, carregar peso.

Entre tantas opções, e logo após a graduação, o profissional pode escolher a especialização que mais gostar ou se identificar, são vários os segmentos, conheça alguns deles:

  • Acupuntura: É uma prática terapêutica baseada em tradições médicas orientais que estimulam pontos do corpo a fim de reduzir dores, tratar disfunções, prevenir doenças e promover mais bem-estar.
  • Dermatofuncional: Pacientes que possuem condições patológicas ou que queriam melhorar aspectos estéticos procuram as intervenções dermatológicas realizadas por um fisioterapeuta. Doenças como úlceras, cicatrizes, feridas, envelhecimento cutâneo, estrias, acne, gordura localizada, pré e pós-operatórios são algumas das condições que podem encaminhar o paciente à fisioterapia dermatofuncional.
  • Fisioterapia do trabalho: Nas empresas, o fisioterapeuta pode contribuir com ações de prevenção, promoção e restauração da saúde do trabalhador, na esfera coletiva ou individual.
  • Fisioterapia esportiva: No mundo dos esportes, seja amador ou profissional, para prevenir, minimizar os riscos ou, quando já ocorreu, tratar a lesão, é preciso um profissional devidamente capacitado para que o paciente retorne às atividades. A fisioterapia esportiva é exclusividade do profissional fisioterapeuta habilitado.

Fisioterapeuta estabilizando o pé do paciente adulto, em treino de marcha. Descrição detalhada na legenda abaixo.
Descrição da imagem #PraCegoVer: Fotografia com duas pessoas em sessão de fisioterapia. A terapeuta é uma mulher negra de pele clara e cabelos presos em coque. Usa roupas brancas e está abaixada, estabilizando o pé esquerdo do paciente, que está em pé e se apoia em barras paralelas. O paciente é um homem branco, com cabelos castanhos, realizando treino de marcha. Atrás dele há uma cadeira de rodas e outros equipamentos de fisioterapia. Créditos: Shutterstock
  • Fisioterapia respiratória:  Profissional em alta devido aos casos de Coronavírus e seus impactos no quadro respiratório de pacientes de todas as idades, o fisioterapeuta focado da área pneumofuncional atua na prevenção, recuperação e manutenção da saúde do sistema respiratório.
  • Traumato-ortopédica: A fisioterapia traumato-ortopédica diagnóstica, acompanha, previne e trata as disfunções musculoesqueléticas, que podem ser causadas por lesões, traumatismos ou doenças ortopédicas.

“Das especializações mencionadas, possuo experiência em fisioterapia ortopédica, traumatologia e esporte; e especialização em fisioterapia músculo esquelética, aprimoramento em membro superior e oncologia ortopédica pela Santa Casa de São Paulo e sigo estudando e ensinando, duas coisas importantíssimas na área da saúde”, explica o fisioterapeuta que também é professor do curso de pós graduação em fisioterapia traumato-ortopédica do Instituto Imparare e do curso de fisioterapia do Centro Universitário ENIAC, Guarulhos (SP) e também leciona, como convidado, nos cursos de pós-graduação na Santa Casa de São Paulo.

Existem ainda outras várias atuações para a saúde e bem-estar, em procedimentos cirúrgicos, prática de atividade física, dores articulares, entre outros. “Ou seja, é uma área ampla e gratificante. Pelo menos, para mim, a importância da nossa profissão para a qualidade de vida das pessoas não deixa dúvidas, conseguimos contribuir consideravelmente para o bem-estar dos pacientes, melhorando dores, insônia, postura, doenças, sem a necessidade da utilização de remédios”, conclui Sampaio.

Para saber mais sobre os tratamentos, benefícios e métodos do fisioterapeuta, acesse: https://www.itcvertebral.com.br/guarulhos

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Jornalista Inclusivo

Jornalista Inclusivo

Da Equipe de Redação JI
Editor responsável (MTB: 0089466/SP)

Todos os posts

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Este site usa Cookies

Utilizamos ferramentas e serviços de terceiros que utilizam cookies. Essas ferramentas nos ajudam a oferecer uma melhor experiência de navegação no site. 

Ao clicar no botão “Aceitar” ou continuar a visualizar nosso site, você concorda com o uso de cookies e nossa Política de Privacidade.