No 3º episódio da série “Na Escuridão da Luz”, o músico tetraplégico discute sobre o BBB e pessoas com deficiência: Como seria o Big Brother Brasil de PcDs? 

No terceiro episódio do RodaCast – Seu canal de Podcast Acessível & Inclusivo, o músico tetraplégico Dôdi propõe a discussão sobre o BBB e pessoas com deficiência (PcDs): “Como seria o Big Brother Brasil de PcDs”?

Dôdi traz a pauta “imaginem o BBB com tetraplégicos ou outras PcDs”, em seu novo podcast da temporada 2021, da sua série “Na escuridão da Luz” – que agora, além do site jornalistainclusivo.com, anchor.fm/rodacast e Spotify, também ganhou versão em vídeo, no canal do YouTube.

Como seria a audiência, a repercussão sobre as adaptações necessárias para acomodar a realidade desses participantes e cuidadores? O que seria o maior diferencial de uma edição nesses moldes – assuntos que trariam à tona a quebra de tabus, mitos, dúvidas sobre esse universo?

Dôdi é um homem branco, barba e bigode. Ele está de óculos escuros e gorro na cabeça, cantando ao microfone. No canto esquerdo superior estão os logos do Jornalista Inclusivo e do artista Dôdi. Logo abaixo está escrito 3º Ep, e no canto esquerdo do rodapé está o nome RodaCast. No canto direito superior estão os logos do Anchor.fm, Spotify e YouTube. Mais abaixo, o robozinho do BBB, e ao lado o logo do Big Brother Brasil.
Descrição da imagem #PraCegoVer: Dôdi é um homem branco, barba e bigode. Ele está de óculos escuros e gorro na cabeça, cantando ao microfone. No canto esquerdo superior estão os logos do Jornalista Inclusivo e do artista Dôdi. Logo abaixo está escrito 3º Ep, e no canto esquerdo do rodapé está o nome RodaCast. No canto direito superior estão os logos do Anchor.fm, Spotify e YouTube. Mais abaixo, o robozinho do BBB, e ao lado o logo do Big Brother Brasil. Créditos: Débora Carvalho Fotografia/Edição JI

Dôdi, que está tetraplégico há mais de uma década, questiona: Como ficaria a imagem dos participantes demonstrando sua socialização no clima do jogo?

“A convivência já é um assunto complexo para não PcDs, agora imaginem um BBB apenas com tetras, imaginem tetras misturados com ‘não PcDs’ ou mesmo diferentes PcDs”, propõe o compositor.

Mas no fim, o que mais parece uma forma utópica de inclusão, um BBB com PcDs deixa mais dúvidas que certezas:

  • Como um tetraplégico se comunicaria em Libras com um surdo?
  • A casa teria automações e integrações?
  • Programas de TV dariam foco para a preparação da casa?
  • O mundo assistiria essa edição do BBB, ou apenas o Brasil?

Confira no Podcast do Dôdi!

SEU CANAL PODCAST NAS PLATAFORMAS DE ÁUDIO E VÍDEO

A segunda temporada da série “Na Escuridão da Luz” ganhou uma versão de vídeo para o YouTube e o Facebook. Assim, pessoas surdas e com deficiência auditiva podem ativar as legendas automáticas para curtir o conteúdo.

Assim, os podcasts podem ser acessados aqui no portal jornalistainclusivo.com/rodacast, no site anchor.fm/rodacast , no Spotify e outras plataformas de streaming, além do link da bio no Instagram , no YouTube (bit.ly/YoutubeJornalistaInclusivo ) e Facebook.

Quem quiser participar ou sugerir um tema é só entrar em contato pelas redes sociais @jornalistainclusivo, ou pela área de contato aqui no site, e pelo e-mail: contato@jornalistainclusivo.com

Dôdi (Podcaster)

Dôdi (Podcaster)

Douglas “Dôdi” Jericó é formado em Processamento de dados, Bacharel em Sistemas de Informações e Técnico em Análise e Desenvolvimento de Softwares. IT Specialist na Kyndryl/IBM Brasil, é músico, cantor e compositor com repertório nas principais plataformas internacionais de streaming. Está tetraplégico desde 2009, é palestrante e responsável pelos podcasts no canal RodaCast.